sexta-feira, 8 de Agosto de 2014 06:44h Aaron Oliveira

Projeto Rede de Dentistas Protegidos chega a Divinópolis

O Projeto Rede de Dentistas Protegidos, criado pela Comissão de Segurança do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais (CRO-MG), visa maior segurança para os cirurgiões-dentistas, depois de vários casos de violências sofridas.

O novo projeto é uma parceria do CRO-MG com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), e tem o intuito de levar mais segurança para os profissionais. A primeira cidade onde foi testado esse novo projeto foi Belo Horizonte, sendo aprovado e visto como um ponto positivo. Logo depois Uberlândia e agora chega a Divinópolis.
Na cidade, o conselheiro efetivo e diretor financeiro do CRO-MG, Willian Guimarães Madeira, explica que se trata de um aplicativo criado para os dentistas se comunicarem e sempre manterem o contato uns com os outros, trocando informações sobre o que está acontecendo e, se preciso, fazer o acionamento automático da PM. O lançamento do projeto em Divinópolis foi feito ontem no Estrela do Oeste Clube.
Qualquer cirurgião-dentista da cidade pode se cadastrar, quanto mais pessoas participando, maiores serão o alcance e a resposta efetiva da ação. Basta procurar a delegacia do CRO, na regional em Divinópolis e fazer a inscrição. Não é cobrada nenhuma taxa.
A iniciativa é semelhante à da Rede dos Vizinhos Protegidos, que vem dando certo e tem a mesma base: a solidariedade uns com os outros. O assessor de comunicação do 23º Batalhão da Polícia Militar (PM), capitão, Marco Paulo Gontijo, diz que a PM apoia atividades como essas em esforços para aumentar a sensação de segurança. “Mesmo que entre eles [os dentistas] tenham uma comunicação mais ágil, a gente compreende que é necessário [dar esse suporte] para melhorar a segurança.”

 

 

 

Créditos: Aaron Oliveira

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.