quarta-feira, 19 de Setembro de 2012 13:44h Erik Ulysses

Promotor e advogado da família de Kassiane aprovam pena dada a Dirceu Quadros

O julgamento de Dirceu Quadros que durou toda a segunda-feira terminou com o acusado sendo condenado a 20 anos e oito meses de prisão sem ter direito a recorrer em liberdade. O acusado de ter assassinado a ex-namorada Kassiane Rodrigues em outubro de 2010 foi julgado por um júri popular composto por sete pessoas. A pena de Dirceu poderia variar entre 12 e 30 anos de prisão, com a pena de pouco mais de 20 anos umas das questões levantadas por muitas pessoas é se a pena imposta ao réu foi justa.

 


Segundo o advogado da família, Expedito Lucas da Silva, a pena aplicada para Dirceu Quadros foi dentro do que esperava a acusação. “Acho que foi dentro das nossas expectativas. Entendemos que o Juiz dentro da condenação que foi proferida pelo tribunal do júri com três qualificadoras, mais um furto simples a pena está na medida equilibrada. Acho que o juiz está de parabéns porque realmente fez uma dosagem da pena que entre 12 e 30 anos foi uma pena regular. Uma pena que eu na condição de juiz, se o fosse, também daria uma pena aproximada a isso.
Apesar de dizer que ainda precisa conversar com Expedito Silva para ver se é uma sentença que vale a pena ser recorrida, o promotor Gilberto Osório também acredita que o tamanho da pena foi uma boa escolha.  “Foi uma pena que surpreendeu, acho que foi uma pena que reconhece e dá a sociedade uma resposta para um mal tão grave. Quiséramos nós termos a possibilidade de aplicarmos a pena máxima que varia de 12 aos 30 anos, e ele ficou ali no meio do caminho, na base dos 20 anos. Acho que é uma pena que vai trazer um pouco de alento junto à família” afirmou Osório.

 


Para Gilberto Osório a pena aplicada no acusado também servirá como um alerta para outras pessoas que queiram cometer crimes dessa natureza. “Essa sentença é uma reprovação ao autor do fato, para que ele pense duas vezes antes de cometer crimes violentos. E também a outros criminosos que queiram se embrenhar no crime violento. Que vão repensar, porque a Justiça aqui de Divinópolis está tratando com rigor e bastante firmeza práticas dessa natureza” disse.

 


Já para a defesa de Dirceu, a pena de 20 anos só foi imposta porque o Juiz teria sido influenciado pelo apelo social provocado pelo crime e as dimensões que o mesmo tomou. Segundo o advogado Fernando Henrique Costa, Dirceu já está ciente de que a defesa irá entrar com um recurso.

 


O advogado da família de Kassiane disse que apesar de não poderem tê-la de volta ficaram realizados pela aplicação da justiça. “Eu acho que está dentro do contento e a família saiu satisfeita. Eles não tiveram o retorno da Kassiane, mas saiu satisfeita pelo respaldo que a justiça deu na condenação do Dirceu” afirmou Expedito Silva.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.