segunda-feira, 6 de Junho de 2016 13:37h Atualizado em 6 de Junho de 2016 às 13:49h.

Rastreador ajuda PM a localizar celulares roubados

Três homens foram presos e um adolescente foi apreendido. Com eles, foram encontrados seis celulares, provavelmente roubados

Quatro pessoas foram detidas nesta quinta-feira suspeitas de envolvimento com roubos de celulares no Parque de Exposições de Divinópolis. Eles estavam em uma pensão no bairro Porto Velho e o rastreador de um dos aparelhos ajudou a Polícia Militar a localizar os suspeitos.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima de roubo de um celular procurou os militares e contou que o rastreador apontava que o aparelho estava em uma pensão no bairro Porto Velho. Posteriormente, apontou que estava na Avenida Primeiro de Junho e, novamente, na pensão.

Os militares foram até o local e identificaram quatro suspeitos com diversas passagens criminais por furto, receptação, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo, entre outras. Durante busca no quarto deles, os militares encontraram quatro celulares de procedência duvidosa.

 

 

 

Um dos suspeitos disse aos militares que havia comprado dois aparelhos no Parque de Exposições. Próximo à janela do quarto, os militares encontraram mais dois celulares embrulhados com papel alumínio de “marmitex”. Um dos aparelhos era o da vítima, que estava rastreando o celular.

Os militares apreenderam os aparelhos e ainda várias pulseiras de controle de entrada e saída de eventos de diversas cores. Agrimaldo Rodrigues de Assis, de 32 anos, Juverlan Henrique de Medeiros, de 35 anos, e Wisley Ramon Alves, de 25 anos, foram presos. Um adolescente, de 17 anos, foi apreendido.

Os suspeitos são da cidade de Santa Luzia e Belo Horizonte, e disseram aos militares que estavam em Divinópolis vendendo bebidas no Parque de Exposições, porém os policiais não encontraram nenhum vestígio que comprovasse a versão deles.

 

 

Crédito: Divulgação PM

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.