quarta-feira, 20 de Agosto de 2014 11:08h

Reforço policial em Divinópolis é discutido em Belo Horizonte

O prefeito Vladimir Azevedo participou na tarde da última segunda-feira (18), em Belo Horizonte, de uma reunião com o secretário de Estado de Defesa Social, Marco Antônio Rebelo Romanelli.

Durante o encontro, que teve a participação de três deputados, e de membros da diretoria da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp), foram discutidas questões que visam melhorar a segurança na cidade.
Estiveram na pauta temas como: a conclusão das obras do ‘Olho Vivo’, aumento no número do efetivo de policiais e o retorno da gestão da terceirização da frota. “Falamos da importância de uma gestão mais eficaz e determinada sobre o projeto ‘Olho Vivo’, uma vez que a administração do contrato é do Estado. Nós determinamos a conclusão das obras de imediato, sendo que a prefeitura cumpriu toda a sua parte e entendemos que a empresa não conduz a obra de maneira adequada e sem a sinalização necessária”, alertou o prefeito.
Vladimir adiantou, após a reunião, que a expectativa, em breve, é que suba o número do efetivo das policias militar e civil. “Sentimos muita sensibilidade por parte do secretário. Tem uma turma para entrar ainda este ano, que passa por treinamento após o concurso. Será um apoio às duas policias em nossa cidade. E neste contexto, vamos melhorar a segurança pública em Divinópolis, que é um desafio cada vez maior, principalmente em cidades médias que tem um eco muito forte de criminalidade e tráfico de drogas”, concretizou.
O secretário Romanelli destacou que o Estado está atento às ponderações e aos pedidos apresentados, uma vez que eles geram benefícios para a sociedade local.  “É um prazer e uma honra receber o prefeito Vladimir de uma distinta cidade como Divinópolis. Vou agora conversar com os comandantes das nossas polícias no Estado, o Dr. Oliveira da Polícia Civil, e os coronéis Santa e Gamaliel da PM e Bombeiros, respectivamente. Vou também apresentar as reivindicações ao governador e a secretária de planejamento”, analisou.
Romanelli afirmou que ao assumir recentemente o cargo tomou conhecimento da situação da região centro-oeste. “A gente sabe que é uma região problemática, pelo levantamento apresentado. A própria localização geográfica central da região atrai criminalidade, uma vez que apresenta um comércio muito intenso”, resumiu.
O presidente da Acasp, José Vitor Batista de Freitas, lembrou durante o encontro que neste momento, a necessidade é de um reforço do quadro de policiais civis e militares. “Estamos também solicitando ao secretário de Estado para que não se faça mais remanejamento de militares de Divinópolis para Belo Horizonte. Outro ponto importante é a volta da terceirização da frota. Desde o início de 2014 este trabalho voltou a ser feito pelo Estado e a nossa solicitação é para que a manutenção seja feita como antes”, ressaltou.
Vitor destacou ainda que o ‘Olho Vivo’ já funciona, mas ainda tem a questão da obra física que precisa ser concluída. “Foi uma feliz decisão do prefeito em interromper as obras até que a empresa volte a trabalhar de maneira séria e que faça a recomposição dos passeios que causam transtornos para todos que passam pelo centro. Viemos junto com o Vladimir informar e cobrar uma medida neste aspecto”, finalizou.
O vereador Adilson Quadros apontou a importância também para outro reforço. “Precisamos reforçar também o número de viaturas para um melhor combate à criminalidade. Estamos fazendo coro com todas as autoridades para que a segurança de todos em Divinópolis seja melhorada”, comentou.

 

 

 

 

Crédito: Samuel do Valle / PMD

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.