sexta-feira, 29 de Julho de 2011 11:09h Natalia Santos

Regionais: ocorrências policiais na região

Suspeito de homicídio é preso, médico é baleado e homem rouba R$ 2 mil em residência

Um crime de extrema brutalidade chocou os paraminenses no mês de fevereiro deste ano. Em pleno banheiro da antiga rodoviária de Pará de Minas, situado a Praça Torquato de Almeida, José Cirilo de Menezes, 62 anos, foi assassinado a golpes de tamborete.  Após investigações, a Polícia Civil foi a Belo Horizonte, onde foi confeccionado o retrato falado do possível autor do crime. Na manhã de quarta-feira, 27 de julho, este possível autor do crime, de 59 anos, foi localizado.  O inspetor Ricardo Carvalho contou que a polícia chegou até o acusado após receber denúncias anônimas, de pessoas que o reconheceram através do retrato falado. O homem, que é natural da cidade de Conselheiro Pena, foi preso em Pará de Minas, onde trabalhava há alguns meses como pedreiro.

 

Em Pitangui, um médico de 68 anos ficou ferido durante uma troca de tiros com assaltantes que invadiram a casa onde mora. O crime foi registrado nessa quarta-feira, 27. Os suspeitos, de 24 e 37 anos, acabaram presos. Segunda a Polícia Militar, os homens entraram na residência e anunciaram o assalto à esposa e ao filho do médico. Ao perceber o que estava ocorrendo, o médico  pegou um revólver calibre 32 e, ao apontar a arma para um dos assaltantes, foi baleado no abdômen. Os dois autores foram presos e com eles apreendidos dois revólveres calibre 32 e 22, com algumas munições intactas e outras deflagradas. A arma usada pela vítima foi entregue aos policiais pelo filho dele e também foi apreendida. A PM não soube informar se o médico possuía porte de arma.

 

Na capital mineira do calçado esportivo, Nova Serrana, a polícia continua a procura de uma pessoa que invadiu e furtou mais de R$ 2 mil de uma casa do bairro Campo Belo na noite de terça-feira, 26. De acordo com a Polícia Militar, o dono da residência, de 31 anos, acionou os militares e disse que uma pessoa havia arrombado a porta da casa dele e furtado R$ 2.250 em dinheiro, que estavam guardados dentro de um guarda-roupa. Segundo os militares, a vítima também afirmou que a maioria dos pertences dela estava revirada, mas que não suspeita de ninguém.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.