sexta-feira, 7 de Fevereiro de 2014 05:21h Atualizado em 7 de Fevereiro de 2014 às 05:24h.

Ronda

Jovens tentam fugir, mas são presos com drogas

No bairro Catalão em Divinópolis, dois jovens foram presos suspeitos de tráfico de drogas. De acordo com a Polícia Militar, a dupla ocupava uma motocicleta, que ao ver a viatura, saiu em alta velocidade, não obedecendo às ordens de parada feitas pela polícia. Após perseguição, os suspeitos foram abordados e durante a busca pessoal, foram encontradas três porções de cocaína, uma porção de maconha, dois celulares, além de R$ 50 em dinheiro. Eles foram presos em flagrante e conduzidos à delegacia.

 

 

Rapaz é detido por porte ilegal de arma no bairro Icaraí
A situação enfrentada pela polícia no bairro Icaraí não foi diferente. Um rapaz de 21 anos foi preso após Militares terem encontrado com ele, um pino de cocaína e revólver. A arma estava na casa suspeito. Os policiais encontraram o revólver calibre 32 com três munições, escondido em um colchão, dentro do quarto em que o jovem dormia. Arma e a droga foram apreendidas e o suspeito foi preso e levado para prestar depoimento ao delegado responsável.

 

 

Menor é apreendida com 132 pedras de crack
Uma adolescente de 16 anos foi apreendida em Carmópolis de Minas ao serem encontradas com ela, 132 pedra de crack escondidas dentro de uma mochila. Segundo informações da Polícia Militar, a menor desceu de um ônibus às margens da BR-381. Ao ver a polícia, a jovem tentou fugir, mas foi contida pelos militares. Ainda com informações da PM, a menor teria contado que buscou a droga em Belo Horizonte para revender na cidade. A jovem foi levada junto de uma conselheira tutelar à delegacia de polícia de Carmópolis.

 

Jovens são executados a tiros em Pequi
Um duplo assassinato ocorrido na cidade de Pequi, distante 30 quilômetros de Pará de Minas, deixou a pacata comunidade assustada.
Hudson Martins da Silva, 20 anos, e Tomaz da Silva Duarte, 18, foram executados a tiros na entrada do Bairro Nem do Concesso, perto da estação de tratamento de esgoto de Pequi. Os corpos foram encontrados em via pública e distantes cerca de 200 metros um do outro.
Sargento Adriano, comandante do destacamento da PM de Pequi, afirma que a Polícia Militar já havia recebido a denúncia do suposto envolvimento das vítimas com o tráfico de drogas. Segundo o militar, até um mandado para vistoriar o imóvel à procura de irregularidades já havia sido pedido à justiça.
Ainda segundo o sargento, o pai de Tomaz da Silva Duarte relatou no local que por várias vezes teve que pagar dívidas de drogas feitas pelo filho. O policial acredita que o crime possa estar relacionado com o tráfico de entorpecentes.
O local do crime é ermo, com pouca iluminação e praticamente deserto à noite. Por isso, nenhuma testemunha viu os atiradores ou mesmo o veículo usado na fuga.
Hudson Martins da Silva tinha uma perfuração no peito. Tomaz da Silva Duarte sofreu pelo menos 11 perfurações feitas por arma de fogo. Os corpos foram removidos para necropsia em Pará de Minas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.