sábado, 28 de Julho de 2012 10:11h Camila Caetano

Samu de Minas poderá ter uma equipe especializada no atendimento a usuários de droga

A situação de usuários de drogas é cada vez mais preocupante, já que a quantidade de dependentes aumenta constantemente, e os tratamentos oferecidos pelo governo continuam escassos. Neste sentido, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) de Minas Gerais propôs a possibilidade de se criar uma equipe especializada nesses cuidados com usuários de drogas, na unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que hoje só atende algum dependente que esteja num estado crítico, de surto.

 


Para obter resultados positivos, a princípio essa ideia seria adotada apenas em Belo Horizonte, com a denominação de Samu-AD, e em seguida, estenderia por todo o estado de Minas Gerais. Entretanto, ainda serão abordadas diversas questões, como quais tipos de usuários teriam esse direito, se seria preciso contratar novos funcionários e mudar alguma estrutura. Além disso, será fundamental realizar a capacitação da atual equipe, possibilitando que o atendimento e medicação aos usuários de drogas sejam mais eficientes. 

 


Neste sentido, a questão ainda está sendo analisada, a fim de averiguar se realmente há necessidade de criar uma unidade específica para esses tipos de casos ou se basta habilitar os funcionários já presentes na Samu. Sendo assim, novos debates serão realizados no dia 07 de agosto, na próxima reunião do Comitê de Cooperação Institucional e Acompanhamento de Medidas Compulsórias e Involuntárias, formado por representantes do governo estadual, do Ministério Público (MP), da Defensoria Pública, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e de organizações do terceiro setor.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.