segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014 04:48h

Secretaria de Meio Ambiente recebe aeronaves apreendidas pela Polícia Federal

Dois aviões vão reforçar a frota do Estado no monitoramento e o combate a incêndios florestais, fiscalização e transporte de brigadistas

A frota de aeronaves da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) ganhou um importante reforço: dois aviões, sendo um apreendido em uma operação da Polícia Federal e outro, cedido pela corporação, que foram entregues, no início deste mês, à Secretaria. Os aviões serão usados no monitoramento e combate a incêndios florestais, no transporte de brigadistas, nas operações de fiscalização e em outras atividades de apoio às funções externas à Semad.

Um dos aviões, modelo Carajá, com capacidade para seis passageiros mais piloto e copiloto, foi repassado pela PF à Semad por meio de termo de cessão, pelo período de cinco anos. Ele poderá ser usado para monitoramento e, principalmente, para transporte de brigadistas aos locais das ocorrências de incêndios florestais. “Com essa aeronave, poderemos, ainda, transportar pessoas que porventura se acidentem em campo”, afirma a subsecretária de Controle e Fiscalização Ambiental Integrada, Daniela Diniz.

Já o outro avião, um modelo Cesnna 210, de asas altas, apreendido durante operação da PF contra o combate ao tráfico de entorpecentes, será o primeiro desse tipo na Semad, que passa a ser a depositária judicial do aeroplano. A aeronave comporta quatro passageiros, além de piloto e copiloto e é ideal para sobrevoos de monitoramento a incêndios e fiscalização de desmatamentos.

“O processo para conseguirmos uma terceira aeronave, que está em Juiz de Fora, já foi finalizado, falta apenas fazermos a retirada e, para isso, dependemos de autorização judicial. Com a finalização do processo, dobraremos a frota aérea do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema)”, informa a subsecretária ao lembrar que, além dos três novos aviões, o Sistema já conta com dois helicópteros e outros quatro aviões.

Segundo Daniela, a Secretaria, ao tomar ciência das aeronaves apreendidas, entrou em contato com a Justiça Federal e iniciou a negociação, com apoio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) para usá-las nos combates a incêndios. “Serão novos instrumentos a favor do monitoramento, no auxilio à fiscalização e na prevenção e combate a incêndios, além do transporte de brigadistas. A estrutura de combate às queimadas exige um patrulhamento e isso é um ganho enorme para o Programa de Prevenção e Combate a Incêndios”, destaca a subsecretária.

Remoção de vítima

Recentemente, o avião modelo Carajás foi usado para resgate de uma vítima de acidente em Araçuaí e que precisava ser removida para a capital. Num esforço logístico e técnico, o Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG), o Comando de Radiopatrulhamento Aéreo da PMMG, a Semad e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Belo Horizonte (SAMU-BH) se mobilizaram para que a remoção aeromédica ocorresse da melhor forma possível.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.