quarta-feira, 21 de Janeiro de 2015 10:16h Atualizado em 21 de Janeiro de 2015 às 10:25h. Carina Lelles

Sede da 7ª Cia. de Missões Especiais deverá ser inaugurada em março

O anúncio foi feito ontem durante a solenidade de inauguração do posto de abastecimento dos veículos estaduais

Na manhã de ontem foi realizada uma solenidade para a inauguração de um posto de abastecimento para veículos estaduais, na sede da 7ª Companhia de Missões Especiais da Polícia Militar. Durante a solenidade foram feitas apresentações de simulação de combate à criminalidade.
De acordo com o comandante da 7ª Região da Polícia Militar, coronel Eduardo Campos, todos os veículos do governo do Estado podem abastecer neste posto. “De uma forma geral, carros das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER), Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), setor penitenciário, etc.”
O comandante ainda ressaltou que as obras de reforma da unidade estão a todo o vapor. “Ainda vamos gastar um tempo para a conclusão de tudo devido a questões do novo governo, mas com certeza no decorrer do ano a gente irá inaugurar este novo prédio com novas atividades.”
Já o comandante da 7ª Cia. de Missões Especiais, tenente coronel Marcelo Augusto, foi mais otimista e garante que ainda no primeiro semestre o novo prédio estará concluído. “Possivelmente no mês de março vamos inaugurar o prédio da administração e trazer toda a estrutura da unidade para este local. Os treinamentos já são realizados aqui e futuramente o treinamento com arma de fogo também. Aqui temos um local adequado para o estande de tiros e isso ainda é uma carência da guarnição de Divinópolis, a gente usa o estande do exército que fica distante da cidade e este espaço vai favorecer a implantação.”
De acordo com o comandante, a 7ª Cia. de Missões Especiais conta com 60 policiais militares e o padrão é de 120. A estrutura é composta por um Pelotão de Choque, Rotam, Canil, Missões Especiais (Gate e Ações Táticas). “Também existe uma previsão de um grupamento de Polícia Montada (Cavalaria), mas este é somente para quando tivermos a estrutura de 120 policiais. Aqui na sede temos uma estrutura que comporta a cavalaria. Temos baias aqui e é um projeto que não será difícil de concretizar, demanda efetivo e investimento do Estado”, ressalta o tenente coronel.

 

Parceria
Para que toda esta estrutura fosse possível de ser oficializada, a 7ª Cia. de Missões Especiais conta com o apoio dos empresários do Centro Industrial. De acordo com o segundo vice-presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid), Macy de Paula, a importância da sede aqui na região é enorme. “Os empresários e funcionários passam a sentir uma maior sensação de segurança. O Centro Industrial, ao longo dos últimos dez anos, foi alvo de muitos assaltos, arrombamentos, invasões, algumas ameaças a empresários e com a efetividade deste projeto a segurança já tem tido reflexo positivo”, afirma.
E não é somente a sensação de segurança que aumentou, a criminalidade no local diminuiu nos últimos seis meses de acordo com dados da Polícia Militar. Os crimes contra o patrimônio sofreram redução de 49%, crimes violentos caíram 84% e os crimes contra a vida tiveram redução de 11%.
“A Acid tem sido apoiadora desde o princípio, montamos uma comissão para realizar visitas em empresas para buscar esta parceria com os empresários, justamente por entender que não adianta deixar tudo nas mãos do Estado. Isso é um investimento para a segurança de toda a população de Divinópolis”, afirma Macy de Paula.

 

Apresentação
Durante a solenidade, policiais militares apresentaram aos convidados simulações de combate a criminalidade. A primeira foi uma perseguição e abordagem a um veículo suspeito com três ocupantes dentro. Um deles reage à abordagem, o cão da PM ataca e os policiais fazem o abordam.
A outra simulação foi com o Pelotão de Choque para controle de distúrbio, ou seja, como foi feito nas manifestações de julho de 2013 em frente à Câmara de Divinópolis.

 

Reserva
O comandante da 7ª Região da Polícia Militar, coronel Eduardo Campos, foi homenageado durante a solenidade por ter lutado para que o projeto da sede pudesse ser concretizado. Ele deixa o comando e vai para a reserva. “Continuo sempre à disposição da Polícia Militar e de toda a população”, destaca.


Crédito: Carina Lelles

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.