segunda-feira, 1 de Abril de 2013 04:58h Atualizado em 1 de Abril de 2013 às 05:05h. Erik Ullysses

Seds promete expandir fiscalização da Lei Seca no interior do estado

Serão entregues kits para 15 cidades do interior de Minas. Divinópolis será uma das cidades beneficiadas.

Depois de mais de um ano de promessa, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) voltou a dizer que pretende expandir a fiscalização da Lei Seca para o interior de Minas Gerais. Dessa vez, o objetivo é que novos kits contendo materiais para a realização de blitze cheguem às cidades do interior mineiro até o mês de Agosto. Entre as cidades que irão receber os novos equipamentos está Divinópolis.
Segundo a Seds, além de Divinópolis outras 14 cidades irão receber os quites, são elas Juiz de Fora (Zona da Mata), Montes Claros (Norte), Governador Valadares (Leste), Uberaba (Triângulo), Ipatinga (Vale do Aço), Poços de Caldas (Sul) e Uberlândia, também no Triângulo, que será a primeira a contar com os equipamentos. Um levantamento de dados está sendo feito para decidir quais serão as outras sete cidades que estarão incluídas no pacote. Em recentes matérias publicadas na Gazeta do Oeste foi destacado o fato da Polícia Militar de Divinópolis contar com apenas um bafômetro, o que dificultava a ação da PM.
De acordo com o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, a demora para estender as blitze da Lei Seca para o interior se deve ao atraso na liberação das verbas. Agora, ele garante, a licitação para a compra dos quites deve ser aberta até a semana que vem. O custo total dos 15 kits está orçado em 4 milhões e 800 mil reais. Ao todo serão adquiridas 30 motos, 15 câmeras fotográficas que também funcionam como filmadoras, 100 etilômetros (bafômetros), mais de 157 mil bocais descartáveis, além de 15 notebooks com acesso à internet e 15 máquinas para impressão de boletins de ocorrência. O secretário garantiu que todas as cidades contam com efetivo suficiente para realizarem as ações.
Ainda de acordo com o secretário, os agentes dos órgãos de segurança do interior passarão por uma capacitação para que possam atuar de forma semelhante ao que ocorre hoje em Belo Horizonte. O treinamento terá como foco principal a unificação das ações, a logística para realização de exames de embriaguez e registros de ocorrências, prisões em flagrante, dentre outros. Na capital ocorrem blitze diárias e os dados apontam uma queda de 11% no número de acidentes com vítimas na cidade.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.