sexta-feira, 21 de Março de 2014 04:40h Atualizado em 21 de Março de 2014 às 05:04h. Luiz Felipe Enes

Semana Nacional do Tribunal do Júri julga processos na comarca de Divinópolis

Ao todo quatro réus foram a júri popular na comarca da cidade durante mobilização do CNJ.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desenvolve em todo o país até hoje (21), a Semana Nacional do Tribunal do Júri. Em Divinópolis, a ação mobilizou quatro júris durante a semana, sendo que o último será julgado hoje no Fórum Doutor Manoel de Castro Santos. A proposta inicial do CNJ é realizar o maior número de júris possíveis.
Inédita, a iniciativa do Conselho Nacional de Justiça, realizada em todo o Brasil, tem por objetivo promover vários julgamentos durante a Semana Nacional do Tribunal do Júri. O juiz de direito da terceira vara criminal Dalton Soares Negrão explica que não havia nenhum processo parado na comarca, mas que mesmo assim o mutirão foi realizado na cidade.
“Nós não tínhamos júris acumulados em nenhuma das três varas criminais, mas tínhamos esses [júris] com os acusados respondendo processo em liberdade. Aproveitamos a ocasião, pois não temos nenhum julgamento com réu preso, já que o réu preso tem prioridade no júri. São quatro julgamentos realizados nesta semana”, contou o juiz. 

 

COLOCANDO EM PRÁTICA
Na manhã dessa quinta-feira (20), mais um julgamento foi realizado dentro da Semana Nacional do Tribunal do Júri. Elivânio dos Santos Souza foi a júri popular acusado de matar no dia 31 de março de 2012, Josimar dos Santos Oliveira, no bairro Catalão em Divinópolis. A vítima foi atingida por uma facada no peito.
Na época, os rapazes trabalhavam na construção das casas do Conjunto Habitacional Jardim Copacabana. Eles foram contratados pela empresa responsável pela obra, para prestar serviços terceirizados. Uma discussão entre os dois teria motivado o crime. Na casa onde Josimar foi morto, viviam mais oito rapazes, que também trabalhavam na construção das casas.
Elivânio foi preso após rastreamento feito pela Polícia Militar. Ele foi visto na rodoviária de Divinópolis, tentando embarcar em um ônibus. 
O júri optou pela condenação de Elivânio e o juiz estipulou pena de oito anos no regime semi-aberto. O acusado poderá recorrer a decisão em liberdade.

semana, nacional, tribunal, juri, julga, processos, comarca, divinopolis

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.