sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014 05:57h Luiz Felipe Enes

Sindicato da Polícia Federal anuncia paralisação

Para Divinópolis ainda não está confirmada a paralisação. A discussão deve ocorrer em Belo Horizonte em fevereiro

Os policiais federais de todo o país discutiram junto ao sindicato nesta quarta-feira (29), em Brasília, uma paralisação da categoria já para o próximo mês. Caso a greve seja confirmada, mais de nove mil trabalhadores entre agentes, escrivães e papiloscopistas (responsável pela análise de impressões digitais) devem parar suas atividades.
Durante a reunião, o sindicato marcou uma paralisação para fevereiro. De acordo com o sindicato o direcionamento político de todos os atos públicos foi planejado. A greve tem por objetivo apontar falhas na esfera federal de segurança pública. E como conseqüência, acreditam no aumento da violência e da criminalidade.
O diretor de estratégia sindical da federação José Carlos Nedel diz que busca junto ao governo melhorias a classe. “Não estão sendo planejadas simples paralisações, pois queremos verdadeiras campanhas de conscientização da sociedade. Sempre buscamos o debate com o Governo Federal, mas a situação se tornou insuportável, pois somos os únicos servidores públicos da história do Brasil com sete anos de congelamento salarial, e é evidente que a Polícia Federal está sendo sucateada como forma de castigo pelas operações que fez”, esclarece.
A Polícia Federal de Divinópolis informou que ainda não há nenhum indicativo de greve previsto para a cidade. As assembleias estaduais vão discutir nos dias 4 e 5 de fevereiro como a paralisação será nas cidades do interior mineiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.