segunda-feira, 22 de Outubro de 2012 10:24h Gazeta do Oeste

Soldado baleado segue na UTI em estado grave

Continua grave o estado de saúde do policial militar que foi baleado na cabeça, após uma troca de tiros entre criminosos, na última quinta-feira, na região do Barreiro. A assessoria da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) confirmou que o policial ainda está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital de Pronto Socorro João XXIII. O soldado, lotado na 96ª Companhia do 41º Batalhão, passou por três cirurgias até ontem, mas a Fhemig não soube informar detalhes sobre o resultado dos procedimentos.

 

O crime ocorreu depois de que a gerente de uma casa de câmbio foi abordada quando saía do trabalho. Ela foi levada pela quadrilha até a casa dos patrões, que moram ao lado de uma fábrica de joias que pertence à família. As vítimas foram feitas reféns durante a madrugada de quinta-feira.

 

FUGA. Desconfiada da movimentação estranha, uma vizinha acionou a polícia, ao amanhecer. Ao notar a presença dos militares, os bandidos atiraram e conseguiram fugir. Durante a fuga, os ladrões libertaram as vítimas em pontos diferentes - no Barreiro, em Venda Nova e em Esmeraldas, na região metropolitana. De acordo com o 41º Batalhão, apenas um dos suspeitos foi identificado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.