sábado, 19 de Setembro de 2015 05:53h Atualizado em 19 de Setembro de 2015 às 05:56h. Carina Lelles

Superlotação faz Seds transferir presos do Floramar

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) está transferindo presos do Presídio Floramar para outras unidades prisionais do Estado

A superlotação é o motivo da ação e, por motivos de segurança, a Secretaria não fornece detalhes do procedimento.
A reportagem da Gazeta do Oeste foi procurada pela esposa de um detento, que pediu para não ser identificada e relatou que o marido foi transferido para o presídio de Formiga e que isso dificultaria as visitas. Ela disse ainda que foram muitos presos transferidos e alguns para penitenciárias distantes de Divinópolis e que as famílias não têm como fazer visitas.
A mulher contou que o marido cumpre pena por tráfico de drogas e que foi transferido no início do mês passado e desde então não conseguiu mais visitá-lo. “Eu sei que ele errou, mas está pagando e deixar ele longe da família vai ser pior. Tem mais de um mês que eu não tenho notícias dele, não sei se está bem ou não. A gente não tem condições de ir visitá-lo porque só eu estou sustentando a casa e a situação está difícil”, revela.
Segundo a Assessoria de Comunicação da Seds, o atual governo recebeu o sistema prisional da gestão anterior já com quadro de superlotação. O Presídio Floramar, em Divinópolis, tem capacidade de 277 vagas e atualmente abriga 697 presos. “O processo de transferência de detentos faz parte da rotina do sistema prisional. Por razões de segurança, não fornecemos detalhes desse procedimento.”
A Assessoria ainda destaca que entre as 3 mil vagas anunciadas em junho pelo secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana, para o aumento da capacidade do sistema prisional mineiro, está a ampliação do Presídio Floramar, em mais 306 vagas. “Essa obra foi paralisada no governo anterior em novembro de 2014 e foi retomada pela gestão atual da Seds em 27 de julho deste ano. Além das novas vagas que serão criadas, também serão ampliadas as áreas administrativa e de atendimento ao preso da unidade prisional. A previsão de entrega da obra é para os próximos meses.”
A Seds destaca que no último dia 5 de junho, o Presídio Floramar inaugurou um alojamento, com capacidade de 40 vagas, para presos do regime semiaberto que possuem benefício de trabalho externo. O dormitório tem cerca de 120 metros quadrados e foi construído pelos detentos da própria unidade. Os recursos para obra foram doados pela Vara de Execuções Criminais da cidade.
 

CENTRO SOCIOEDUCATIVO
O Centro Socioeducativo também está com mais internos que a capacidade máxima. De acordo com a Assessoria de Comunicação da Seds, a unidade tem capacidade para 48 internos e abriga atualmente 63.
Assim como o sistema prisional, segundo a Assessoria de Comunicação, o atual governo também recebeu o sistema socioeducativo com déficit. A atual gestão está retomando três obras de centros de internação que foram paralisadas em razão de contingenciamento de recursos do governo anterior. Somados, os centros de Alfenas, Passos e Tupaciguara terão capacidade de acolher 160 adolescentes.

 

Créditos: Arquivo GO

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.