quarta-feira, 19 de Junho de 2013 07:41h Erik Ullysses

Suspeito de arrombar a Delegacia de Mulheres é preso pela Polícia Civil

Foi preso durante a segunda-feira (17) o homem suspeito de ter arrombado a Delegacia de Mulheres de Divinópolis. O homem, que confessou o crime, foi preso no Alto São João de Deus. O arrombamento aconteceu na semana passada e foram levados do local divers

Foi preso durante a segunda-feira (17) o homem suspeito de ter arrombado a Delegacia de Mulheres de Divinópolis. O homem, que confessou o crime, foi preso no Alto São João de Deus. O arrombamento aconteceu na semana passada e foram levados do local diversas armas de fogo e dinheiro. Parte das armas já foram recuperadas.

De acordo com a delegada Gorete Rios, o autor do crime havia estado na Delegacia no dia anterior aos fatos, observou o momento em que as armas que seriam levadas para o Fórum no dia seguinte estavam sendo guardadas em um armário. Assim, foi fácil identificar o autor. “Ele esteve aqui na Delegacia na véspera e foi até fácil, em termos, de identificá-lo. Ele não tinha dado nome nem nada, mas veio aqui com uma conversa qualquer e parece que aproveitou a oportunidade, viu a entrega das armas, viu guardando as armas e achou que poderia fazer este crime com facilidade. Acho que ele não imaginava que seria identificado” explicou.

O caso foi apurado pelo delegado Renato Fonseca, que afirmou que o suspeito confirmou ter cometido o crime. “Depois de uma semana de perseguição quase que ininterrupta varando aí noites e madrugadas, entrevistando pessoas em diversos pontos da cidade, conseguimos na semana passada localizar duas das armas com dois autores presos. Na sexta-feira conseguimos junto á justiça um mandado de prisão para o autor do furto e ontem pela manhã conseguimos prende-lo no bairro alto São João de Deus. Durante as entrevista e interrogatórios ele esclareceu como foi que entrou na Delegacia, corroborando com a prova pericial que foi feita no local, apontando as armas que foram levadas e para quem ele as vendeu” afirmou.

De acordo com o delegado, o autor relatou que é usuário de drogas e que teria gastado o dinheiro roubado na Delegacia comprando drogas em diversos pontos, distribuindo para seus amigos usuários, além de gastar em motéis, táxis, telemotos, bebidas alcoólicas e salgadinhos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.