sábado, 14 de Fevereiro de 2015 06:53h Atualizado em 14 de Fevereiro de 2015 às 06:58h. Pollyanna Martins

Suspeito de assassinar segurança em festa foi preso em Divinópolis

Reges Marques Lopes tem passagens por homicídio

Foi preso na manhã de ontem o suspeito de assassinar o segurança Washington Batista dos Santos, de 32 anos, em um restaurante no bairro Belvedere II, na madrugada do último domingo (8). Reges Marques Lopes, de 25 anos, foi preso na Avenida Paraná, no bairro São José, durante um patrulhamento da Polícia Militar. Segundo a PM, ao abordarem o suspeito, que tem passagens por homicídio e roubo, os policiais constataram um mandado de prisão no nome dele.
O criminoso foi encaminhado para a delegacia onde constatou-se que ele se encaixava nas características do assassino de Washington. De acordo com o delegado de Homicídios, José Luiz Quintão Tavares, as testemunhas que foram ouvidas após o crime compareceram novamente à delegacia e reconheceram Reges Marques. “Ele foi identificado e apontado como o autor do crime, ele está preso tanto pelo mandado de prisão que estava em aberto, mas também como em tese o autor do homicídio”, informa.
Ainda de acordo com o delegado, as investigações do caso continuam para fortalecer as provas, uma vez que o suspeito nega ter cometido o assassinato. “Ele nega o crime veementemente, como é de estilo e também um direito garantido na constituição. Negar e se manter em silêncio. Foi um crime por motivo torpe, injustificável. Ele é muito frio e já é traquejado na vida criminal, mas a autoria está apontada de forma muito sólida”, afirma.
O delegado solicita ainda que quem tiver mais informações sobre o crime procure a Delegacia de Polícia Civil. “Qualquer informação é bem vinda e nós precisamos da ajuda e do apoio da população. Neste crime especificamente, o segurança deixou a mulher grávida em vias de dar à luz. Uma criança nascerá órfã de pai, por um crime de questão injustificável, revoltante, nós precisamos do apoio da sociedade para fortalecermos as provas. Na porta desta festa havia muitas pessoas, tanto [para] a confusão dele gritando e discutindo com o segurança, quanto o seu retorno armado e executando esse crime bárbaro, testemunhas não faltam”, reforça.

BOX
O CRIME
Washington Batista dos Santos, de 32 anos, estava trabalhando como segurança em um restaurante no bairro Belvedere II, quando levou um tiro no rosto após expulsar o suspeito local. Segundo a Polícia Militar, acontecia uma festa no estabelecimento, que já estava em sua capacidade máxima de pessoas quando foi proibida a entrada de mais clientes. E quem saía não entrava mais.
Várias brigas estavam acontecendo no local e em uma delas o segurança expulsou o suspeito, que inconformado voltou armado e fez vários disparos por um buraco do portão. Um dos tiros acertou Washington no rosto, que foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para a Unidade de Pronto Atendimento Padre Roberto (UPA), mas morreu ao dar entrada na unidade.
Conforme os familiares, o segurança tinha emprego fixo e estava fazendo um “bico” para terminar o enxoval do filho, que nascerá nas próximas semanas. Qualquer informação que ajude nas investigações pode ser repassada pelo telefone 190 ou 181.

 

Crédito: Divulgação/ PM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.