segunda-feira, 21 de Setembro de 2015 12:30h Polícia Civil

Suspeito de espancar e matar jovem no Aglomerado do Papagaio é preso

O preso também é suspeito de participar de roubo a ônibus em que as vítimas eram escolhidas pela cor da pele

Durante operação realizada por policiais civis do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Herbert Santos Silva (mais conhecido como “Mamão”), de 19 anos, foi preso pelo espancamento e morte de Maik Perdigão Campos, de 20. O jovem foi assassinado na madrugada de 17 de janeiro deste ano, no Aglomerado do Papagaio, região Sul da Capital.

A polícia acredita que o crime tenha sido motivado por um desentendimento entre a vítima e Pedro Lucas Bispo Ferreira (o Pedrinho), de 21 anos, que está foragido. Maik havia alugado do pai de Pedro o imóvel em que estava morando. Após uma briga, o suspeito exigiu que o jovem deixasse a casa. Maik se negou alegando que precisaria de um tempo para locar outro imóvel.

Pedro, que é amigo de Herbert, teria então combinado o crime com o comparsa. No dia do fato, Maik, que estava acompanhado da namorada, foi abordado pela dupla. Os dois iniciaram uma sessão de espancamento, e, logo em seguida, Pedro efetuou vários disparos contra a cabeça da vítima, que morreu no local. Dias após o crime, a dupla ainda tentou matar a namorada de Maik. Por esse motivo, os suspeitos irão responder tanto pelo assassinato de Maik, como também pela tentativa de homicídio de sua namorada. 

Durante diligência policial, a equipe de investigadores apreendeu, na casa de Herbert, uma arma de fogo artesanal de grosso calibre. Também foi apreendida, na casa de um dos comparsas dos investigados, um revólver calibre 38, que passa por exames balísticos, a fim de confirmar se é a mesma arma utilizada no homicídio de Maik.

Histórico criminal

Ainda de acordo com levantamentos, Herbert estaria envolvido em roubos a ônibus na região da Avenida Nossa Senhora do Carmo, sendo que durante um dos assaltos teria dito às vítimas que somente levaria os pertences de passageiros de cor branca. Ele também é suspeito de envolvimento no tráfico de drogas e tem antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo. Em virtude de cumprimento de mandado de prisão, pelo homicídio de Maik e pela tentativa de assassinato da namorada do jovem, ele foi encaminhado para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Betim. Já contra o foragido Pedro Lucas consta registros policiais por porte ilegal de arma de fogo, furto, roubo, lesão corporal, ameaça e tentativa de homicídio.

 

 

Créditos: Divulgalção PCMG

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.