quarta-feira, 9 de Março de 2016 13:56h Polícia Civil

Suspeito de estuprar e matar jovem de 18 anos é preso em Betim

Escoriações pelo corpo, desfiguração completa do rosto e amputação do mamilo. Assim aponta o laudo de necropsia sobre o estado em que o corpo de Brenda Regina Mendonça, de 18 anos, foi encontrado

Em razão deste crime, a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante, Joel Antônio de Sá, de 34 anos. Ele é o principal suspeito de agredir, estuprar e assassinar Brenda. O corpo da jovem foi encontrado nesta segunda-feira (07), em um matagal no bairro Petrovale, em Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Joel foi detido no bairro Recanto da Lagoa, em Ibirité, onde também foi apreendido o veículo que teria sido usado no crime – o qual passará por perícia - além do celular do suspeito. Investigações apontam que Joel, a vítima e o namorado de Brenda teriam ido até um ponto de venda de drogas, no bairro Cabana Pai Tomáz, em Belo Horizonte, no último final de semana. A jovem teria pedido para não ir junto com os rapazes, mas foi convencida de que a presença dela ajudaria a não levantar suspeitas da polícia quanto à compra de drogas.

Chegando ao local, o namorado da vítima desceu do veículo, com a finalidade de obter os entorpecentes, ocasião em que Joel teria saído com Brenda em seu carro, levando-a para um estabelecimento comercial de sua propriedade em Contagem. Na loja, Joel teria estuprado, agredido e assassinado Brenda. De acordo com laudo, foram encontradas lesões de defesa no corpo da vítima, assim como arranhões no pescoço de Joel. Também foi recolhido no corpo de Brenda substância semelhante a esperma. O material será analisado pela perícia. Depois do crime, o suspeito teria levado a jovem para um matagal em Betim, onde a vítima foi encontrada nua e com o rosto desfigurado.

Em depoimento, Joel confessou ter levado Branda para a loja dele, em Contagem, mas alegou que ela caiu e bateu a cabeça no chão. Ainda segundo Joel, como a vítima gritava, ele apertou o pescoço dela e tampou sua boca. Ele nega, ainda, ter mantido relações sexuais com a vítima e que tirou a roupa dela para que fosse outra pessoa fosse incriminada em seu lugar. Joel também não confirmou ter desfigurado o rosto da vítima.

Joel já é investigado pela Polícia em virtude do estupro da enteada, de 14 anos, ocorrido no dia 3 de outubro do ano passado, em Betim. Em razão da morte de Brenda, ele poderá responder por estupro com resultado morte, em que a pena varia de 12 a 30 anos de prisão, assim como por destruição de cadáver, visto que a jovem foi encontrada com o rosto completamente desfigurado. Neste caso, a pena varia de 1 a 3 anos.

Créditos: Divulgação PCMG

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.