terça-feira, 28 de Maio de 2013 05:46h Erik Ullysses

Suspeito de triplo homicídio é preso pela PM

Crime foi cometido no dia 19 de abril em plena luz do dia em Nova Serrana.

A Polícia Militar de Divinópolis prendeu na última sexta-feira (24) um homem suspeito de ter cometido um triplo assassinato na cidade de Nova Serrana no mês de abril. Segundo a PM, militares realizavam uma operação policial pela rua Caraguatatuba, bairro Jardim Candelária, quando se depararam com indivíduos em um carro em atitudes suspeitas fazendo contato em uma residência. Logo em seguida os suspeitos saíram da residência e adentraram no carro, partindo em direção a MG-050, momento em que foram abordados pelos militares.

O carro era dirigido por J.F.S, de 25 anos, que não portava os documentos do veículo. Os militares realizaram buscas no interior do veículo, onde apreendeu uma porção de maconha, tendo David dos Santos Nunes Silva, de 19 anos, assumido a propriedade dos entorpecentes. De acordo com a PM, ainda estavam no interior do carro A.J.F, de 29 anos, C.J.F, de 27 anos, e a mulher J.X.M, de 26 anos.

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil de Nova Serrana, David Silva seria co-autor em um triplo assassinato ocorrido em Nova Serrana no dia 19 de abril. Na ocasião três homens foram mortos por volta de 12 horas na região central da cidade. As vítimas tinham ligação com a traficante Carla, que comandava o tráfico na cidade e foi assassinada no início do ano.

David confessou aos militares que cometeu o crime, relatando ainda que efetuou dez disparos contra as vítimas e logo em seguida deu um tiro para o alto para comemorar.

Dando prosseguimento à ocorrência, os militares se deslocaram até a residência localizada na rua Caraguatatuba, onde após busca domiciliar foram encontrados vários materiais de procedência duvidosa, bem como uma porção de cocaína, uma porção de maconha e uma arma de fogo do tipo pistola calibre 380, que possivelmente foi utilizado no crime. Também foi apreendido uma grande quantidade de materiais para embalar os entorpecentes, um vidro de acetona, um pote de creatina, duas munições calibre 380, uma munição calibre 9 mm, além de 2.068 reais em dinheiro.

Diante dos fatos, os autores foram presos e conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil, assim como os materiais recolhidos. Na Delegacia, David Silva foi autuado e os demais foram ouvidos e depois liberados.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.