sábado, 8 de Outubro de 2011 08:45h Paulo Reis

Suspeito de vários assassinatos é morto no presídio de Nova Serrana

A criminalidade em Nova Serrana sai das ruas e invade o presídio. Mais um assassinato foi registrado na cidade e a vítima era um homem suspeito de envolvimento em uma série de homicídios no município. De acordo com informações extra-oficiais, o homem foi preso porque era um dos suspeitos da morte de sete pessoas que tinham o nome em uma lista de ameaçados e foi morto por colegas de cela na quinta feira (06).


A listagem com o nome das pessoas marcadas para morrer está sendo investigada pela polícia e a informação é de que até o momento todos os assassinados teriam ligação com o tráfico de drogas. Dois detentos que dividiam a cela com a vítima prestaram depoimento e confessaram o assassinato, porém se negaram a falar qual o motivo do crime. Após a prisão, o homem foi encontrado dependurado na cela, amarrado por um lençol. As lesões encontradas pela perícia, tanto na região do pescoço, quanto na extensão do corpo da vítima, não são características de suicídio.
A vítima, de 23 anos, era foragido do Ceresp de Betim e chegou à Nova Serrana no início da semana, teria sido contratado para assassinar um homem e foi preso em flagrante atirando contra casa esse traficante.

 

 

HOMICÍDIOS


Nas últimas semanas a polícia tem investigado uma série de assassinatos na cidade. Somente em setembro, sete homicídios foram registrados e todas as vítimas tinham o nome na lista, com 17 nomes de ameaçados de morte. Dos homicídios consumados, quatro estão relacionados diretamente ao comando do tráfico. Apesar dos assassinatos consumados em setembro, em anos anteriores o número de mortes foi maior. Em 2009, foram registrados 32 homicídios. Já em 2010 esse número caiu para 21 e, neste ano, até o momento, a polícia contabilizou 16 assassinatos.
A reportagem tentou fazer contato com o delegado responsável pelo caso, porém foi informada de que ele estaria em uma reunião e por esse motivo não poderia prestar esclarecimentos.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.