quinta-feira, 14 de Abril de 2016 13:16h

Suspeitos de homicídio são presos no Terra Azul

Eles também foram reconhecidos como autores de vários assaltos ocorridos em Divinópolis

Na noite desta terça-feira, a Polícia Militar prendeu dois jovens, de 22 e 24 anos, suspeitos de terem participação na morte de um homem, ocorrida em setembro do ano passado, no bairro Terra Azul, em Divinópolis. Os suspeitos presos também podem estar envolvidos em vários assaltos na cidade.
De acordo com a Polícia Militar, o serviço de inteligência do 23º Batalhão da Polícia Militar repassou informações a militares de que Manoel Esteves Otoni Junior, de 22 anos, que possui três mandados de prisão em aberto, estaria escondido em uma casa na Rua Village dos Pássaros, no bairro Terra Azul.

 


Os militares foram até o local, cercaram a casa e se identificaram, mas os moradores só abriram o portão após muito tempo de conversa. Dentro do imóvel, além de Manoel, os militares abordaram Alex Junio Bernardo da Silva, de 24 anos, que também é suspeito de envolvimento no homicídio e possuía mandado de prisão em aberto.
Na casa, os militares encontraram nove celulares, duas trouxas de cocaína, um tablete de maconha, além de um GPS, uma réplica de pistola e um capacete. Além do homicídio, várias vítimas reconheceram a dupla como autores de assaltos na cidade. Os dois foram levados para a Delegacia, juntamente com os materiais apreendidos.

 

 

 

Homicídio
Halisson Bruno de Jesus Souza Resende, de 27 anos, foi morto com três tiros próximo ao local onde morava, no bairro Terra Azul, em setembro do ano passado. Segundo testemunhas, a vítima teve a casa arrombada e teve vários objetos roubados dias antes.
Halisson localizou dois suspeitos do roubo, Manoel, que foi preso nesta terça-feira, e Douglas Kaique Pereira dos Santos, de 18 anos, e foi tirar satisfações. Enquanto estava na porta da casa deles, dois carros chegaram ao local e cerca de 10 indivíduos desceram dos veículos e passaram a agredir a vítima. Um dos suspeitos atirou várias vezes e três disparos acertaram Halisson, que chegou a ser socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas morreu.

 


Na época, Alex também foi identificado como um dos suspeitos do roubo. Na casa dele, os militares encontraram um amplificador e um alto falante, objetos reconhecidos pelo irmão da vítima.
Após o crime, a única pessoa presa foi Adão Natalino Guimarães Moura, de 32 anos. Ele foi apontado pelas testemunhas como um dos suspeitos da agressão. Douglas foi preso um mês depois do crime.

 

 


Créditos: Divulgação PM

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.