segunda-feira, 13 de Agosto de 2012 15:24h Gazeta do Oeste

Testemunhas da morte de policial em boate serão ouvidas no TJ-RJ

A Justiça do Rio vai ouvir, nesta segunda-feira (13), duas testemunhas de acusação no processo em que um suposto bicheiro e um agente penitenciário são acusados de matar, numa briga na boate The Week, na Zona Portuária do Rio, o policial Marcelo Bittencourt. As testemunhas serão ouvidas na 2ª Vara Criminal do Rio pelo juiz Jorge Le Cocq D'Oliveira, às 13h.

A denúncia contra João Carlos Martins Maia e contra o agente penitenciário Antônio Carlos de Oliveira Junior foi aceita em outubro de 2011. De acordo com o TJ-RJ, o crime, que ocorreu no dia 6 de agosto de 2011, teria sido cometido pelo agente penitenciário a mando do suposto bicheiro. Os dois tiveram a prisão temporária decretada no dia 7 de agosto, mas conseguiram um habeas corpus no dia 25 do mesmo mês pela 1ª Câmara Criminal do TJ-RJ.

Ainda de acordo com o TJ, na mesma decisão, o juiz indeferiu o pedido de prisão preventiva dos réus, mas impôs algumas medidas cautelares. Eles terão que comparecer ao cartório em todos os meses pares, entre os dias 1º e 10, a partir de dezembro próximo, para informarem e justificarem suas atividades, mantendo atualizados os respectivos endereços. Além disso, estão proibidos de acessar e frequentar boates, shows e casas e também contato com as testemunhas arroladas na denúncia. Eles também não podem sair do estado do Rio, sem prévia autorização judicial.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.