quarta-feira, 21 de Agosto de 2013 05:35h Luiz Felipe Enes

Trabalhadores da Polícia Federal paralisam atividades

Os profissionais exigem melhorias em diversos seguimentos, como carreira e a atual remuneração

Depois da intensa onda de paralisações dos Policiais Civis, que ainda persistem pelo estado de Minas Gerais, os Policiais Federais também vão paralisar parcialmente suas atividades.
Agentes, escrivães, papiloscopistas começaram uma pequena paralisação ontem (20), e devem ficar sem realizar algumas atividades até o dia de hoje. A paralisação dos Policiais Federais segue um nível nacional, em que vários outros estados também estão aderindo à paralisação.


Os trabalhadores exigem a criação de uma lei que identifique e regularize as atividades desempenhadas, inclusive o aumento salarial. Na delegacia da Polícia Federal em Divinópolis, serviços como de emissão de passaportes e atendimento ao público funcionam normalmente, no entanto, serviços como de investigação e trabalho em campo estão temporariamente suspensos.


A classe aguarda uma resposta do governo de Minas e os funcionários devem voltar ao trabalho amanhã (22). Os trabalhadores não descartam a possibilidade de novas paralisações, caso os pedidos solicitados não sejam respondidos. 

Greve da Polícia Civil


A paralisação que segue desde o mês de junho, ainda é forte. Ontem (20), trabalhadores realizaram um protesto em Belo Horizonte. A categoria protesta contra a suspensão da votação do projeto da Lei Orgânica da Polícia Civil que aconteceria hoje na Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.