quarta-feira, 11 de Setembro de 2013 07:19h

Travesti é morto a tiros em Nova Serrana

Já era 6h da manhã de ontem, quando populares caminhavam às margens da rua Paraná, no bairro Industrial, quando acionaram a Polícia Militar ao ver um corpo caído no chão. Próximo a uma região já conhecida por ser ponto de prostituição.

Já era 6h da manhã de ontem, quando populares caminhavam às margens da rua Paraná, no bairro Industrial, quando acionaram a Polícia Militar ao ver um corpo caído no chão. Próximo a uma região já conhecida por ser ponto de prostituição.

 


Após a chegada da Polícia no local, foi identificado o corpo de André Luiz Aparecido Gonçalves, de 26 anos, natural de Lagoa da Prata. A vítima era travesti e realizava programas sexuais nas redondezas.

 


Segundo informações da PM, André trabalhava durante o dia em um motel, como diarista. No período noturno se prostituía às margens de um posto de combustíveis na BR-494, em uma região já conhecida pela polícia, principalmente por questões ligadas ao tráfico de drogas e também pela prostituição.

 


Testemunhas alegaram ter visto o travesti até por volta de 2h da manhã, conversando com alguns homens que passavam pelo local. Mais tarde, por volta das 4 h, uma mulher, que dormia no motel, revelou ter escutado três disparos de arma de fogo.
A perícia técnica esteve no local, realizou os trabalhos e levou o corpo até o IML de Bom Despacho. A Polícia Civil vai investigar o que motivou o crime. Até o momento, nenhum suspeito foi encontrado.

 

Assassinado a facadas

 


Um homem de 57 anos foi morto com 11 facadas no bairro Cidade Nova, em Formiga na tarde de ontem. O corpo foi encontrado em sua própria residência. De acordo com a Polícia Militar, um amigo de trabalho, desconfiado da ausência do pedreiro, foi até sua casa. Como chamava e não era respondido, pulou o muro e entrou na residência. A casa não demonstrava nenhum sinal de arrombamento ou invasão. O pedreiro Jorge José Nunes, de 57 anos estava com diversas perfurações provenientes de faca, próximo ao peito. De acordo com familiares, o homem tinha envolvimento com a prostituição e com drogas. O caso segue em investigação pela Polícia Civil. Ainda segundo a família, não há suspeitos para o crime.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.