quinta-feira, 18 de Setembro de 2014 06:49h

Ultraleve faz pouso de emergência na MG-170

Um caminhoneiro levou um susto nesta terça-feira (16), quando um ultraleve pousou na frente do veículo na MG-170 em Arcos.

Crédito: Portal Arcos

A aeronave apresentou defeito e o piloto fez um pouso forçado na rodovia. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a Polícia Militar, o piloto, Waine de Castro, de 59 anos, que é morador de Guapé, seguia de Divinópolis para a Serra da Canastra, onde é proprietário de uma pousada, quando percebeu que o cano de óleo do motor da aeronave havia estourado causando pane no motor.


Segundo Waine, ele pilota há 26 anos e não é a primeira vez que precisa fazer um pouso forçado. “Tive que ter muita calma, afinal não tinha onde pousar. É péssimo lembrar dos momentos no avião, pois naqueles minutos passou um filme na minha cabeça. Foi terrível, mas não vou deixar de pilotar aeronaves”, disse o piloto ao portal de notícias G1.


Waine resolveu fazer o pouso forçado quando percebeu que o motor estava parando. “Tentei encontrar alguma pista para pousar, mas não consegui. Aí vi na rodovia minha única chance. Tive calma e consegui pousar na frente de um caminhão que estava na pista. O caminhoneiro ficou apavorado, mas graças a Deus ninguém ficou ferido”, comentou ao site.


Assim que foi acionada, a Polícia Militar de Arcos foi até o local, mas a aeronave já havia sido retirada da rodovia e empurrada por populares até uma avenida na cidade e logo depois removida para um pátio. Nem a rodovia, nem a avenida chegaram a ficar interditadas.


Ainda de acordo com a Polícia Militar, o piloto é habilitado e estava com toda a documentação em dia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.