quinta-feira, 8 de Novembro de 2012 06:51h Gazeta do Oeste

Universitário é morto com um tiro e polícia desconfia de briga de trânsito

Um estudante de 26 anos foi assassinado com um tiro no fim da noite de quarta-feira ao sair da faculdade. De acordo com a Polícia Militar (PM), Matheus Pio Assunção de Almeida seguia em seu carro, um Celta, quando foi baleado ao parar em um sinal na esquina da Rua Major Delfino com Avenida Presidente Antônio Carlos, no Bairro São Francisco, Região da Pampulha.

Testemunhas informaram que um carro prata parou ao lado do veículo de Matheus e um homem disparou. A bala atingiu o ombro do universitário, mas transfixou atingindo fatalmente o coração. Ele chegou a ser socorrido por militares do Corpo de Bombeiros do 3º Batalhão, que fica bem perto do local do crime, mas morreu ao dar entrada no Hospital Odilon Behrens.

A motivação do crime ainda é desconhecida, mas a polícia desconfia de briga de trânsito. Um motorista de ônibus que presenciou o crime disse que Matheus discutiu com o motorista do outro carro, onde estava o atirador. A PM não identificou o assassino e segue sem pistas sobre esse carro que saiu do local do homicídio em alta velocidade. Mateus não tinha ficha criminal, o que segundo a polícia, reforça a possibilidade de briga de trânsito.

O crime ocorreu por volta de 22h30 quando o universitário saiu da aula, em uma faculdade da região, e seguia para casa pelo mesmo caminho que fazia todos os dias. O pai dele, Arnoldo Melo Rocha, foi ao local do assassinato e ficou muito chocado com a violência. Segundo ele, a esposa estava totalmente transtornada com a notícia da morte de Matheus. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.