quarta-feira, 1 de Agosto de 2012 14:15h Camila Caetano

Veículos estacionados próximos ao Hospital São João de Deus são roubados com frequência

Aumentam as reclamações sobre o índice de criminalidade nas ruas próximas ao Hospital São João de Deus em Divinópolis. Muitos pacientes vêm de outras cidades para realizar tratamento para câncer, enquanto outros frequentam o Hospital no intuito de visitar seus familiares e amigos, entretanto, ao deixarem seus veículos estacionados nas ruas acima do mesmo, tem os carros violados e até mesmo furtados. “Já ouvi falar bastante e é verdade mesmo, inclusive em frente ao hotel que fica logo aqui abaixo, assaltaram um carro. Isso acontece há tempos, até ficaram sumidos por um tempo, porque o pessoal foi preso, mas agora parece que voltaram de novo”, relata um morador da região, Hélio da Silva, 60 anos.

 


Segundo os proprietários dos estabelecimentos dessa localidade, assim como, os motoristas de Prefeituras vizinhas a Divinópolis, um dos principais fatores é que não pode estacionar os veículos na rua principal, em frente ao Hospital, na qual há movimento, e por isso inibiria a ação dos criminosos. “Tem gente que para nas ruas de trás, porque aqui é proibido, então são lugares mais afastados, com menos movimento, então acontece furtos direto. Há umas duas ou três semanas roubaram um carro ai pra baixo. Sempre que acontece chama a Polícia, mas é uma zona que já tem esse problema, e não é de agora não”, conta o funcionário de uma lanchonete próxima, Rafael Faria, 26 anos.

 


Um dos motivos dessa proibição seria por atrapalhar o fluxo dos ônibus circulares que ali transitam, entretanto, é uma medida que facilita a ação dos infratores na região. “Venho todos os dias, e todos os dias é o mesmo problema. A Prefeitura alega que não pode parar aqui por causa da linha do ônibus, então acho que eles deveriam ver um método para adaptar, mudando essa linha daqui, passando por outras ruas”, comenta o motorista da Prefeitura de Campo Belo, Aloísio da Costa, 46 anos.

 


O proprietário de um estabelecimento em frente ao Hospital, Israel Pereira, 34 anos, conta que os roubos acontecem durante o dia, e que um rapaz de Formiga que frequenta a lanchonete, teve a seu carro, uma Saveiro, roubado, e não achou até hoje, sendo que o pai da vítima faz tratamento de câncer, necessitando assim, do veículo diariamente. “O pessoal estaciona aqui para fazer tratamento, ai a Prefeitura proibi de estacionar dos dois lados, e não tem essa necessidade. Os motoristas têm que parar afastado e ainda tem que vir arrumar os papéis, uma correria, então deixa os carros lá sem segurança, quando não roubam o carro roubam os pertences dos pacientes”, complementa Israel.

 


Para evitar que isso aconteça, o motorista da Prefeitura de Arcos, Giordano Júnior Assunção, 36 anos, relata que tenta ficar sempre próximo ao veículo, mas que infelizmente esses roubos acontecem com os seus conhecidos. “Comigo nunca aconteceu não, mas a gente houve esse comentário sempre, às vezes roubam tacógrafos de ônibus. Mas eu tento sempre ficar aqui por perto também”, complementa Giordano. 

 


O Secretário Municipal de Trânsito e Transportes de Divinópolis, Júlio Valério, declarou que é difícil mudar o trajeto dos transportes coletivos nesse local, já que, essa região não é planejada, por isso não possui vias adequadas, sendo na sua maioria estreitas ou muito acentuadas, impossibilitando o seu uso por ônibus. Deste modo, o mesmo complementa que seria uma questão para ser averiguada pela Segurança Pública. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.