segunda-feira, 27 de Maio de 2013 07:27h Carla Mariela

1º encontro da nova diretoria da AMM será no próximo dia 11 de junho

Na ocasião, haverá o comunicado de quem será o novo superintendente geral da entidade e quais serão as metas da nova gestão

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Antônio Andrada, iniciará os seus trabalhos a frente da entidade no dia 11 de junho, com a apresentação da nova diretoria que foi empossada no dia 09 de maio durante o 30º Congresso dos Municípios Mineiros. A data 11 de junho foi escolhida para que Andrada explique quais serão os seus principais objetivos enquanto estiver defendendo as 853 cidades do estado de Minas Gerais. Um dos nomes que será apresentado no encontro será do ex-presidente da AMM, Ângelo Roncalli, que a partir de agora fará parte da superintendência geral da instituição pela bagagem de conhecimento que Roncalli possui acerca da associação.
Para o novo presidente da AMM, Antônio Andrada, Ângelo Roncalli, é conhecedor das causas municipalistas e seu trabalho a frente da AMM garantiu a sua eleição a vice-presidência da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Enquanto esteve na AMM pôde fortalecer associação com demais estados.

A CNM é uma organização independente, apartidária e sem fins lucrativos. Foi fundada no dia 08 de fevereiro de 1980. O seu objetivo maior é consolidar o movimento municipalista, fortalecer a autonomia dos mesmos e transformar a entidade em referência mundial, a partir de iniciativas políticas e técnicas que visem a excelência na gestão e a qualidade de vida da população.

Embora o primeiro presidente da CNM fosse Wilson José, da associação paulista de municípios, sua primeira diretoria contou com representantes das entidades e prefeitos do Rio Grande do Sul, do Paraná, de Santa Catarina e da Bahia. No 1º Estatuto, estava previsto que era permitido à diretoria administrar a entidade com centralização política em outro estado da federação, apesar de já em 1980, constar no estatuto que a entidade teria sede em Brasília.  A partir de 1997, a CNM começou com uma nova fase, com o presidente Paulo Ziulkoski.

De acordo com Ângelo Roncalli, Andrada o convidou a fazer parte da superintendência e ele aceitou com boa vontade para dar continuidade nas ações que ele já estava desenvolvendo na AMM. O objetivo segundo Roncalli é além de orientar Andrada, o de também colaborar com sua atuação no Distrito Federal e em entidades estaduais.

No dia 09 de maio, data da posse de Andrada, ele falou sobre a possibilidade de na sua gestão ser criado o Instituto de Pesquisas e Ensino Superior da AMM. Esta é uma das metas desta nova gestão. Durante os trabalhos no dia 11 de junho, esta notícia será anunciada.

O objetivo principal deste instituto é dotar o municipalismo mineiro de um centro de estudos acadêmicos para dar suporte ao trabalho desenvolvido pela associação, especialmente na qualificação de agentes públicos com a manutenção de cursos superiores, de especialização de técnicos e também na elaboração de teses.

Durante o encontro das primeiras atividades, Antônio Andrada, vai também apresentar o que será debatido na marcha em defesa dos municípios que acontecerá em Brasília do dia 08 ao dia 11 de julho. Para Andrada, este evento ganha importância ante aos inúmeros problemas que os municípios mineiros vem passando e os quais serão apresentados na tentativa de se alcançarem possíveis soluções. Segundo ele, estarão neste evento mais de 1.500 prefeitos.

Para Andrada este primeiro momento dos trabalhos servirá para o alinhamento do discurso dos empossados para a defesa dos municípios do Estado de Minas Gerais.

No dia 11 e 12 de junho também será realizado o 5º Fórum Mineiro de Educação para abordar a educação como base para o desenvolvimento. Além disso, o fórum é um grande fomento de políticas públicas para a área da educação, no qual se reúnem prefeitos, secretários municipais, pedagogos, professores e demais autoridades. Os gestores das cidades mineiras terão a oportunidade de discutir sobre o assunto apresentando proposições para as devidas soluções voltadas para a área. Portanto, em 11 de junho acontecerão os primeiros trabalhos pela nova diretoria com a apresentação dos planos que serão traçados pela nova gestão.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.