Academia ao ar livre

A ideia é que na próxima licitação da prefeitura de Divinópolis sejam inclusas nas academias ao ar livre, aparelhos adaptados direcionados as pessoas especiais

O presidente da câmara, Rodyson Kristnamurti (PSDB), durante seu discurso em reunião ordinária, falou sobre a importância das academias ao ar livre em Divinópolis. Segundo ele, estes espaços são fundamentais e durante conversa com o empresário dos aparelhos para estas academias, Denis Nunes, ele comentou sobre uma nova proposta que se o Poder Executivo concordar poderá ser colocado em nova licitação. A proposta está relacionada com aparelhos adaptados para pessoas especiais.

 


Segundo o presidente da casa legislativa, os deputados Domingos Sávio (PSDB), Fabiano Tolentino (PPS) e Jaime Martins (PSD) já colaboraram com as academias por meio da liberação de recursos para que a população possa praticar esporte. Rodyson Kristnamurti afirmou que o deputado Fabiano Tolentino foi o campeão de emendas, uma vez que ele indicou mais academias para Divinópolis e conforme o presidente na nova licitação serão mais cinco academias.

 


Ainda baseado no pronunciamento do parlamentar, as academias ao ar livre foi uma “sacada boa” do secretário de esporte, Rômulo Duarte, que trouxe primeiro para Divinópolis a academia instalada no bairro Danilo Passos. “Este foi um grande exemplo para a cidade, pois outros bairros estão seguindo este modelo. Estamos trabalhando junto aos deputados. Nesse sentido fui procurado por Denis Nunes que pediu a aquisição dos aparelhos adaptados para pessoas especiais. Vamos pleitear no Poder Executivo para colocar na próxima licitação estes aparelhos adaptados. Peço aos demais vereadores que me ajudem nesta solicitação”, ressaltou.
O presidente relembrou que Divinópolis já demonstrou avanço com as rampas de acessibilidade, com o transporte coletivo adaptado, mas para ele será possível avançar muito mais com os equipamentos adaptados nas academias.

 


O empresário de aparelhos para academias ao ar livre, Denis Nunes, relatou em entrevista após pronunciamento do presidente da câmara, que a empresa atua em vários estados: São Paulo, Goiás, dentre outros; mas que em Minas Gerais ainda não houve nenhuma licitação para aquisição de aparelhos voltados para as pessoas especiais, como por exemplo, o cadeirante. “Como lá fora tivemos esta iniciativa, nós queremos tentar fazer com que aqui em Divinópolis haja a colocação dos aparelhos adaptados. Por isso, procuramos o presidente da câmara, para falar desta outra licitação que haverá. O nosso pedido é que na nova licitação sejam incluídos os aparelhos para as pessoas especiais. O presidente colocou este assunto em pauta para que haja a concordância por parte do Poder Executivo, uma vez que haverá outra licitação nesse ano, de aproximadamente cinco academias. Espero que pelo menos duas sejam adaptadas”, frisou.

 


Luciano Zeferino Saldanha que também estava atento ao pronunciamento do presidente afirmou que a ação será importante para postura do deficiente, enfim para a qualidade de vida e interação com o próximo na praça.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.