sexta-feira, 26 de Julho de 2013 06:29h Carla Mariela

Ação de impugnação do mandato de Vladimir Azevedo foi julgada improcedente

Após a eleição e diplomação do prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB) na eleição do dia 07 de outubro do ano passado, o advogado do partido verde (PV), Dr. José Sinésio, a pedido do partido, entrou com uma ação contra o gestor. O processo correu

Após a eleição e diplomação do prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB) na eleição do dia 07 de outubro do ano passado, o advogado do partido verde (PV), Dr. José Sinésio, a pedido do partido, entrou com uma ação contra o gestor. O processo correu em segredo de justiça e nesta semana, a sentença deste caso promulgada pelo juiz Mauro Riuji Yamane.
No site do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG), consta que a sentença foi registrada no Livro de Sentenças nesta quarta-feira (24). Uma fonte segura deste diário afirmou que a Ação de Impugnação do mandato Eletivo (AIME) de Vladimir, foi julgada improcedente, mas, não poderia divulgar mais detalhes.
Ontem, pela manhã, a reportagem entrou em contato com a presidente do PV, Íris Moreira, que confirmou que a sentença foi publicada, porém o advogado iria pegar a sentença, dessa forma ela iria saber com mais detalhes sobre o resultado e solicitou que a reportagem retornasse no final do dia para dar um parecer mais concreto.
De acordo com informações contidas no site do TER, no início da tarde de ontem o advogado do impugnante (PV), José Sinésio Pereira Júnior, retirou os autos do processo. Ao retornar o contato, no fim da tarde, Íris Moreira, informou que o advogado chegou a pegar a sentença, mas que não podia divulgar nada. 
Em contato com o chefe de gabinete do prefeito, Walon Delano, para saber qual era o posicionamento do prefeito diante o resultado da sentença, ele disse que a ação é contra o Vladimir Azevedo enquanto candidato e por isso a prefeitura não possuía qualquer tipo de conhecimento sobre o caso.
Segundo informações, o Partido Verde entrou com a ação da impugnação de mandato eletivo de Azevedo, porém a sentença publicada apresentou o resultado favorável para o prefeito, uma vez que foi julgado improcedente. 
Em entrevista anterior, José Sinésio havia dito que qualquer que fosse a decisão cabe recurso tanto ao tribunal em Belo Horizonte, e qualquer resultado que venha a ser decretado em Belo Horizonte, cabe também recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que fica em Brasília, ou seja, se houver recurso pode ser decidida em última instância até em Brasília.

A ação

Em entrevista a Gazeta do Oeste, em janeiro deste ano, o advogado do PV, Dr. José Sinésio, havia explicado que o atual prefeito recebeu uma intimação, correspondente a uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME), movida pelo Partido Verde (PV), da ex-vereadora Dra. Heloísa Cerri, entendendo que Vladimir Azevedo, cometeu várias irregularidades na campanha eleitoral de 2012.
Na época, Dra. Heloísa Cerri, ao ser entrevistada, só adiantou que esta ação foi movida em razão da quantidade de improbidade que o prefeito Vladimir Azevedo havia cometido durante a campanha eleitoral. Conforme, Dr. José Sinésio, a AIME, tem no seu fundamento legal, o abuso de poder econômico, abuso de poder político, fraude às eleições, compras de sufrágio, ou seja, compras de votos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.