quinta-feira, 27 de Setembro de 2012 17:31h Gazeta do Oeste

ALMG vai lançar movimento contra o crack

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais realiza hoje, um ato para marcar o lançamento do “Movimento para fortalecer as famílias contra o crack e outras drogas”. A solenidade será realizada no Salão Nobre, a partir das 10 horas, e vai contar com a participação de deputados e de representantes de entidades de luta contra as drogas.

 


O objetivo do evento é dar continuidade à mobilização para o estabelecimento de políticas públicas e de ações efetivas de combate às drogas. Será o momento para a Assembleia ouvir sugestões dos movimentos sociais para preparar novas ações de mobilização voltadas para o combate às drogas e a preservação da vida.

 


Na ALMG, esse trabalho de sensibilização teve início com a criação da Comissão Especial para o Enfrentamento do Crack, em março deste ano. Nos últimos meses, essa comissão realizou várias audiências públicas com o objetivo de discutir e avaliar políticas públicas para o combate ao uso de drogas. Em agosto, a comissão recebeu o Fórum Brasileiro de Gestores sobre Drogas, para troca de experiências entre representantes de vários Estados.

 

 

 

A Assembleia também promoveu a Marcha contra o crack e outras drogas, que reuniu cerca de 15 mil pessoas no dia 23 de junho. A marcha foi realizada em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura de Belo Horizonte e mais de 30 entidades. No dia 29 de junho, outro ato contra o crack foi realizado, reunindo estudantes de 55 escolas de Capital e da Região Metropolitana.

 


Além da Mesa Diretora da ALMG e da própria Comissão Especial para o Enfrentamento do Crack, esse “Movimento para fortalecer as famílias contra o crack e outras drogas” também tem o envolvimento das Comissões de Saúde, de Segurança Pública, de Direitos Humanos, de Esporte, Lazer e Juventude e de Educação, Ciência e Tecnologia.

 

 

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.