sábado, 8 de Março de 2014 07:08h

Anastasia visita empresa chinesa da área de construção que terá unidade em Minas Gerais

Governador percorreu duas plantas industriais da XCMG, empresa de maquinário pesado, que terá sua primeira unidade brasileira instalada em Pouso Alegre.

Uma das maiores fabricantes de máquinas pesadas do mundo, a Xuzhou Construction Machiney Group (XCMG), em breve irá inaugurar sua primeira fábrica no Brasil. O local escolhido para instalação da nova planta, Pouso Alegre, no Sul de Minas, já é um município conhecido em Xuzhou, na China, onde o governador Antonio Anastasia esteve, nesta sexta-feira (07), visitando a sede da empresa.

De acordo com o governador, Minas se torna um Estado mais completo, do ponto de vista industrial, com a produção de maquinário pesado.  "Minas Gerais tem desenvolvido, nos últimos anos, uma vocação industrial. Somos o segundo polo automotivo do Brasil e temos a única fábrica do país de helicópteros e de locomotivas. Faltava, até então, uma empresa fabricantes de maquinário para construção civil e pesada. Por isso, a presença da XCMG em Pouso Alegre é tão importante para nós. A empresa levará para Minas uma tecnologia moderna, produzindo equipamentos muito necessários à indústria brasileira”, afirmou Antonio Anastasia, destacando estar, nesta primeira viagem à China, muito impressionado com a qualidade da infraestrutura do país. Ele disse que os equipamentos da XCMG terão grande mercado no Brasil com a construção de estradas, portos, aeroportos e de toda infraestrutura que o país precisa.

O governador e sua comitiva percorreram dois grandes centros de produção da XCMG - de caminhões guindastes e de pá-carregadeiras. Cada caminhão guindaste para construção pesada e civil tem capacidade para suportar até 1,6 mil toneladas. O centro produz, ainda, plataformas utilizadas pelos bombeiros, de até 100 metros.

O grupo também visitou uma segunda planta da fábrica, uma linha de montagem de pá-carregadeira, com capacidade para suportar de 3 toneladas a 12 toneladas. A empresa é a única na China que fabrica o modelo extra-pesado e tem capacidade para produzir 40 mil máquinas por ano. A XCMG é líder há 20 anos no mercado deste segmento. O faturamento do grupo, em 2012, foi de US$ 16,6 bilhões.

O governador Antonio Anastasia foi recebido, em Xuzhou, pelo secretário municipal do Partido Comunista, Cao Xinping, e por outros membros do partido, além do prefeito de Xuzhou, Wang Anshun, e secretários municipais para assuntos internacionais e econômicos.

Unidade em Minas Gerais

As obras de construção da unidade da chinesa XCMG em Pouso Alegre, no Sul de Minas, estão na fase final e o início da produção está previsto para junho deste ano. As obras foram iniciadas no começo de 2012.

O presidente da XCMG, Wang Min, agradeceu ao governador pelo apoio para a implantação da empresa em Pouso Alegre. "A XCMG está indo muito bem no processo de implantação de sua fábrica em Minas Gerais. Vamos produzir e fabricar sete tipos de máquinas, os preferidos pelos clientes brasileiros. Posso relatar que em Pouso Alegre já temos mais de 100 técnicos engenheiros chineses e mais de 60 brasileiros, também engenheiros, trabalhando neste grande projeto da empresa. Por isso, quero manifestar nossos sinceros agradecimentos por todo apoio que o Governo de Minas tem nos dado", disse Wang Min.

Geração de emprego e renda

O protocolo de intenções para a instalação da unidade da XCMG em Minas foi assinado em maio de 2011, pelo governador Antonio Anastasia. Estão sendo investidos R$ 334 milhões e o empreendimento deve gerar 600 empregos diretos e cerca de seis mil indiretos. Até 2015, os investimentos do grupo na unidade devem chegar a US$ 500 milhões. A fábrica irá produzir, inicialmente, guindastes, rolos compactadores, motoniveladoras, escavadeiras e pás-carregadeiras, equipamentos voltados para a construção civil em geral.

No primeiro ano de operação, serão produzidas aproximadamente 1,5 mil máquinas, com a contratação de 350 funcionários. De acordo com a empresa, em 2015, após a segunda rodada de investimentos, a fábrica deverá chegar a uma produção anual de 10 mil unidades e terá cerca de 1,5 mil funcionários. Em Minas Gerais, a marca também possui um centro de revendas no município de Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Mercado global

A empresa conta com mais de 35 mil funcionários, distribuídos em 22 fábricas em Xuzhou, além de outras instalações em Shanghai e Beijing. Em Xuzhou, também fica o centro de desenvolvimento tecnológico do grupo. A XCMG foi criada em 1989 e, entre seus produtos, estão maquinaria de escavação e transporte, escavadeiras, máquinas de compactação e de concreto, equipamento de construção ferroviária, veículos de combate a incêndio, além de motores, peças hidráulicas e outros.

A XCMG está presente em 159 países por meio de plantas industriais, escritórios de administração e marketing e centros de peças e serviços. As fábricas da marca situadas na China exportam para diversos países em todos os continentes.

Troca de informações e notícias

Durante a visita da comitiva mineira a Xuzhou, foi assinado um acordo de parceria entre o jornal mineiro Diário do Comércio e o jornal chinês Xuzhou Daily. A parceria prevê a troca de informações e publicações sobre inovação e tecnologia, macroeconomia, mercado de trabalho, agronegócio, mineração, siderurgia, setor automotivo, infraestrutura (energia, porto, rodovia, ferrovia e hidrovia) e construção.

Com a parceria, Minas Gerais estabelece mais uma ponte para estreitar as relações entre o Brasil e a China, particularmente entre as províncias irmãs de Jiangsu e Minas Gerais. O Xuzhou Daily é um jornal patrocinado pelo governo chinês, criado em 1948, e com uma tiragem diária de 300 mil exemplares. O grupo mantém três linhas de jornal, duas revistas, website, uma TV online e rádio, configurando-se como um dos mais influentes grupos de comunicação da China.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.