quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012 11:37h Flávia Brandão

Anderson Saleme já efetiva mudanças nos primeiros dias a frente da Presidência

Veiculo diferente para presidência é cancelado e Vander Lúcio assume como Secretário Geral

Há exatamente três dias, ocupando o posto maior do Legislativo Municipal, Anderson Saleme (PR) já começa a efetivar algumas mudanças na administração. Em entrevista, ontem (4), a Gazeta do Oeste o novo presidente falou sobre a recusa de carro diferenciado para presidência e a nomeação do servidor Vander Lúcio como secretário geral, e a nomeação de uma Comissão de Gestão Compartilhada (CGC), que irá reunir membros da Mesa Diretora e departamentos importantes do Poder Legislativo para auxiliar a administração da Casa.
Como primeira mudança de Anderson Salemeestá:não renovação do contrato de aluguel de um veículo de luxo para servir a presidência, no caso Volkswagen Jetta, no valor aproximado de R$ 3.200, 00 / mês, que foi contratado na gestão do ex-presidente, Paulo César (PRB), e rendeu críticas de alguns vereadores. Anderson acredita que um veículo convencional, semelhante aos demais edis, irá atendê-lo não necessitando de um de luxo como o Jetta. No entanto, ele pondera que o carro terá que ser diferente do Gol, utilizado pelos demais vereadores, já que o mesmo não comporta a sua cadeira de rodas no bagageiro. Um pregão eletrônico já está em andamento para verificar o veículo que poderá atendê-lo.
Economia
A medida foi justificada pelo presidente visando economia dos recursos do Legislativo Municipal. “Sabemos que a gestão do recurso público tem que ser muito cuidadosa.Não temos a necessidade de um veículo caro. Ao fazer a opção por um veiculo convencional seremos atendidos da mesma forma”, destacou.
Anderson afirma que pretende também criar regras para o uso dos veículos, no intuito de facilitar o trabalho dos vereadores. Como exemplo ele cita: o controle da garagem para que os edis tenham acesso mais fácil; e planilhas com as quilometragens percebendo as necessidades de cada edil. “Vamos conhecer melhor como é feito o uso pelos vereadores. Se os carros dormem na casa ou fora, porque não temos essa informação”, declarou.  Ele ressalta que não irá limitar ou cercear direitos, ao contrário a intenção é manter os direitos dos vereadores, porém com regras para o bom uso dos veículos evitando desperdícios.
Exonerações e nomeações
O presidente afirma que algumas medidas já foram tomadas,que tem ligação aos servidores.  A de maior destaque é a mudança na Secretaria Geral, que agora será comandada por Vander Lúcio. “Aconteceram algumas exonerações e nomeações, mas nada que irá criar despesas pelo contrário em alguns casos os cargos ainda estão vagos”, declarou.   A respeito dessa mudança da Secretaria Geral, Anderson nega que tenha ligação com os acontecimentos da última administração. Ele justifica que Vander Lucio já foi secretário por outras vezes e a alternância é natural. “Estou dando um pouco mais de sinergia entre os servidores da Secretaria Geral. Ao colocar o Vander Lúcio na secretaria acreditamos que teremos um novo período positivo em razão do Centenário e de estarmos fazendo uma gestão pedindo trégua aos vereadores”, disse. A ocupante anterior, Vanícia Rocha ficará como apoio ao novo secretário geral.
Anderson ressaltou que deseja uma maior convergência entre os vereadores e ressalta que as disputas são necessárias, mas é importante priorizar o trabalho da Câmara e dar a população bons projetos e ações deixando as questões pessoais para o momento certo e ambiente adequado, não prejudicando o bom andamento dos trabalhos do Legislativo.
Demissões
A respeito de demissões, o novo presidente disse que está verificando “quem é quem na Casa”, dentre os aproximadamente 130 servidores, que finalizaram dentro do ano 2011.  Anderson disse foi solicitada a Secretaria Geral uma análise da estrutura administrativa da Câmara de modo a traçar o numero exato de servidores, formação, atribuição, perfil de cada servidor, e após isso ele irá ter subsídios para remanejar ou trocar servidores de cargos para que trabalhem melhor. “Antes de conhecer eu acho arriscado e prematuro a troca de servidores”, disse.
Comissão de Gestão
Como auxilio a gestão da casa, Anderson criou uma Comissão de Gestão Compartilhada, que será formado pelos vereadores da Mesa Diretora, o Procurador-Geral, a Controladora-Geral, o Secretário Geral e a Divisão Financeira. O grupo será de oito pessoas, que irão se reunir quinzenalmente para discutirem o andamento do planejamento, que já está sendo elaborado para a administração da Casa. “Nós estamos preparando um planejamento, que será acompanhado quinzenalmente por esse grupo gestor”, disse.
Reforma
A respeito das reformas para receber os 17 vereadores em 2012, já anunciadas desde o projeto aprovado para o aumento de mais 04 cadeiras, Anderson irá conhecer melhor a estrutura do prédio da Câmara Legislativo. Ele salienta que o Legislativo já comportou 19 vereadores, no entanto nesse período com 13 vereadores houvemudanças e hoje se faz  necessário uma melhor análise, levantando as possibilidades de remanejamento e reformas. “Vamos optar pela opção que seja mais barata e que atenda o interesse de todos”, declarou. O presidente finalizou que um profissional especializado irá  fazer a inspeção do prédio e o trabalho de reforma poderá ser feito em duas ou três etapas, de modo que as mudanças não se concentrem apenas no final de 2012. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.