quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012 10:06h Atualizado em 18 de Janeiro de 2012 às 10:13h. Flávia Brandão

Aristides declara interesse apenas pela disputa ao Executivo

Ex-prefeito afirma que não há disputa interna e grande coligação está sendo trabalhada

O nome de Beto Cury (PT), que foi anunciado, em 2011, como pré-candidato a ser indicado pela Executiva do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) parece não ser único agora em 2012. Isso porque o ex-prefeito e ex-vereador, Aristides Salgado (PT) manifestou, ontem (16), a Gazeta do Oeste, o interesse único, no cenário eleitoral, de disputar a vaga para o Executivo Municipal, se colocando também como um pré-candidato. Aristides adianta que não existe “disputa interna” e pontua que o caminho antes de “escolher nomes” deve ser no sentido de trabalhar na construção de um projeto político popular junto a outras siglas construindo uma grande coligação.
Aristides relata que sempre teve grandes companheiros e forte ligação com o PT na sua vida política e hoje integra a sigla no intuito de trabalhar sem qualquer tipo de disputa interna.  “Algumas pessoas começam: - Ah fulano no PT tem mais preferência dos caciques, mas são pessoas que não votam aqui. Eu deixei claro que isso não irá trazer problema para mim, não irei me desestabilizar porque estou no partido para ser um soldado e trabalhar pela sigla”, declarou.
O ex-prefeito disse que foi convidado para ingressar no PT a convite de Beto Cury e companheiros como Baião, Renato Delgado e o atual presidente municipal, Luiz Carlos, entre outros e desde o início manifestou o interesse apenas pela disputa ao Executivo Municipal. “Fui claro com eles se em 2012 tem eleições, obedecendo às datas do calendário eleitoral, eu só serei pré-candidato a prefeito. Não sou candidato a vereador, absolutamente”, salientou.
Disputa
Aristides frisou que “enganam-se aqueles que inclusive através da imprensa ficam querendo jogá-lo contra a alguém do PT”. O ex-prefeito salienta que se a sigla entender que existem nomes melhores do que o dele dentro ou fora do partido não haverá problemas. “Se o meu nome, a minha história, servir para o PT com referência a uma pré-candidatura estou pronto para assumir”, salientou.
Diálogo
Aristides se coloca a disposição, mas avalia que a candidatura ao Executivo deve ser construída com uma grande coligação de modo a encontrar a melhor solução, ou seja, o nome mais viável. “Eu falo que tem que ser uma coligação. Não é só o PT, nós temos que juntar com o PMDB, PV, PSOL, PSB com outros partidos. Já conversei com vários outros partidos além de conversar dentro do PT”, declarou.
Conversações
Questionado se tem um nome preferido dentro do partido, Aristides disse que o PT caminha para construir uma grande coligação.  “A sigla caminha para fazer uma coligação e ter a iniciativa de dar uma contribuição dentro dos parâmetros de um projeto importante, popular e democrático para Divinópolis junto com os outros partidos. Discutido esse projeto, iremos então ver os nomes, que estão dentro do PT ou dos outros partidos, então é um processo aberto e democrático”, salientou. 
Aristides frisa que é importante saber se o nome escolhido tem condições pelo seu passado e história política além da confiabilidade perante o povo. “O que tem que se fazer é um projeto importante para o município. O norte que eu garanto na minha participação é um projeto participativo, popular e democrático. Tenho idéias com relação a saneamento básico, educação, saúde, e são ideias dentro daquilo que minha história conta. Agora se tem outro que tem outra história, que conta isso (...) não estou disputando e questionando se eles têm preferência por A, B ou C. Isso está muito claro, isso é historia de quem está querendo brigar, e eu não vou brigar com ninguém, muito menos dentro do meu partido”, finalizou 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.