sexta-feira, 4 de Abril de 2014 05:44h Atualizado em 4 de Abril de 2014 às 05:49h. Carla Mariela

Assinatura de decreto estadualiza Funedi/Uemg

O até então governador de Minas, Antônio Anastasia (PSDB), que passará hoje o cargo para o vice, Alberto Pinto Coelho.

O até então governador de Minas, Antônio Anastasia (PSDB), que passará hoje o cargo para o vice, Alberto Pinto Coelho, assinou ontem o decreto de estadualização da Funedi. A cerimônia foi realizada na Cidade Administrativa em BH, com a presença de demais autoridades.
Para o deputado federal, Jaime Martins (PSD), a atitude de Anastasia torna-se uma conquista histórica para Divinópolis. De acordo com o parlamentar, a luta pela estadualização da Funedi percorre vários anos, sendo defendido inclusive em plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), pelo seu saudoso pai, enquanto deputado estadual.

O deputado federal, Domingos Sávio (PSDB), que acompanhou todo o processo, também comemorou. “Começamos trabalhar por essa causa quando eu ainda era deputado estadual em 2004. Naquele ano criamos a comissão Pro-Uemg, que tinha o propósito de lutar pela estadualização e um programa de bolsas para os alunos mais carentes. Naquela época já percebíamos a indignação de alguns alunos e professores pelas reiteradas promessas de estadualização. É com muita alegria que agradecemos ao Anastasia”, afirmou.
Para o deputado estadual, Fabiano Tolentino (PPS), a estadualização definitiva entrará em vigor a partir de setembro. Segundo ele, este é um sonho antigo que agora se torna realidade para tantos alunos. “Chego a dizer que o Governador marcou um gol importante aos 45 do segundo tempo, no seu último dia frente ao cargo. E nós também contribuímos, com audiências públicas, reuniões com o secretário Nárcio Rodrigues e com o governador”, relatou.
Portanto, a assinatura da estadualização foi feita, cabe aos alunos e professores fiscalizarem a prática do ato.

 

Crédito da foto : assessoria deputado federal Domingos Sávio.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.