Atriz e ativista da causa animal pede investigação sobre o Instituto Royal

A ativista da causa animal e atriz Luisa Mell pediu uma investigação total sobre o Instituto Royal, que realiza pesquisas com animais. “Temos que aproveitar esse momento histórico do nosso País para evitar que os animais sejam massacrados”, afirmou, duran

A ativista da causa animal e atriz Luisa Mell pediu uma investigação total sobre o Instituto Royal, que realiza pesquisas com animais. “Temos que aproveitar esse momento histórico do nosso País para evitar que os animais sejam massacrados”, afirmou, durante audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável para debater as denúncias de abusos de animais nos testes científicos realizados no laboratório do instituto em São Roque, interior paulista.

Luisa criticou a ausência de representantes do Conselho de Controle de Experimentação Animal (Concea) e do Instituto Royal na audiência. A entidade foi representada pelo advogado Alexandre Domingos Serafim, sob a alegação de que a diretora-geral do Instituto Royal, Silvia Ortiz, e os funcionários chamados para o debate não puderam comparecer porque estão tentando recuperar o laboratório e fazer o inventário para levantar as perdas sofridas com a invasão ocorrida no último dia 18, quando ativistas libertaram 178 cães da raça beagle que estariam sofrendo maus-tratos.

A atriz, que participou da invasão, ressaltou que, quando os ativistas entraram para resgatar os beagles, constataram que eles estavam sobre as próprias fezes. O biólogo que realizou a inspeção do laboratório neste ano a pedido do Ministério Público havia informado que eles dormiam e se alimentavam sobre as fezes.

Luisa Mell pediu ainda o fim dos testes com animais para produção de cosméticos e produtos de limpeza, e também da sua utilização no ensino.

A audiência ocorre no Plenário 8.

Continue acompanhando esta cobertura.

Vote na enquete sobre projeto que amplia penas para maus-tratos contra cães e gatos.

Tempo real:

16:17 - Ativista rebate advogado do Instituto Royal e diz que animais dormiam sobre fezes
15:55 - Advogado do Instituto Royal diz que animais não são maltratados em pesquisas
09:19 - Diretora do Instituto Royal explica o caso dos beagles nesta tarde na Câmara
Íntegra da proposta:

PL-2177/2011

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.