quarta-feira, 15 de Maio de 2013 07:36h Plano Diretor

Audiência pública no Choro encerra terceira etapa do Plano Diretor

Chegou ao fim a terceira etapa do Plano Diretor Participativo de Divinópolis, as audiências públicas.

Chegou ao fim a terceira etapa do Plano Diretor Participativo de Divinópolis, as audiências públicas. Ao todo, foram realizadas 12 audiências, definidas de acordo com a regionalização adotada pela Prefeitura. Esse foi o momento para a apresentação do diagnóstico e para a comunidade se manifestar, possibilitando o conhecimento, pela administração pública, das opiniões da população sobre o planejamento urbano do município. A última audiência foi realizada na última segunda-feira (dia 13) na comunidade do Choro, onde estiveram presentes 30 moradores da região Rural Noroeste, que elegeram 14 delegados para a Conferência da Cidade.

A solenidade foi iniciada com a composição da mesa, formada pelo secretário de Desenvolvimento Comunitário, Antônio de Lisboa Paduano Pereira, que representou o prefeito de Divinópolis, Vladimir de Faria Azevedo; pelo presidente do Conselho Gestor do Plano Diretor, professor Gilson Soares; e pelo gerente de Operações de Trânsito e representante do Poder Executivo Municipal, Leandro Teixeira da Silva.

Para a equipe técnica, o resultado desta terceira etapa é bastante positivo. “Observamos um aumento no número de pessoas participando e a qualidade dessa participação. Houve uma contribuição importante, relevante e pertinente ao processo”, completa Sandra Guimarães, técnica do Plano Diretor.
Construir a cidade que desejamos. Esse será o objetivo da próxima etapa do Plano Diretor, a Conferência da Cidade, momento em que serão definidas as diretrizes e ações prioritárias do anteprojeto do Plano Diretor que será encaminhado à Câmara Municipal para votação.

Segundo Andreia Rabelo, também técnica do Plano Diretor, na Conferência da Cidade os delegados se reunirão para discutir as propostas, e, em seguida, é feita a votação. “A conferência será realizada num sábado, um dia inteiro de atividades, da qual participam todos os delegados eleitos nas audiências públicas.

Esses delegados participam com voz e com voto. Além desses delegados, temos a presença dos ouvintes e convidados que participam com voz, ou seja, podem opinar, discutir, mas não votam”, explica.

Ao todo, foram eleitos 170 delegados, que representarão a população na Conferência da Cidade. Esses delegados passarão antes por uma capacitação, na qual serão trabalhados o diagnóstico completo e a metodologia da Conferência da Cidade.

De acordo com Sandra Guimarães, “o objetivo dessa capacitação é prepará-los para a conferência e repassar conteúdos relativos aos instrumentos do Estatuto da Cidade para que eles possam votar as propostas com convicção e com clareza”, finaliza.
Na Conferência da Cidade, cuja data será divulgada nos próximos dias, os delegados eleitos deverão levar o documento de identificação.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.