quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012 10:19h Atualizado em 25 de Janeiro de 2012 às 10:27h. Flávia Brandão

Beto Cury, Demétrius ou Aristides em análise no PT

Desde 2011, Beto Cury se coloca como pré-candidato a prefeito de Divinópolis e recentemente Aristides também manifestou interesse. Junto a eles, nos bastidores da política ,a notícia é que Demétrius costura aliados e também é pré-candidato

Beto Cury, desde 2011, se coloca como pré-candidato a prefeito de Divinópolis pelo Partido dos Trabalhadores, sendo que inclusive lideranças petistas já expressam a sua candidatura. Junto a ele, Aristides Salgado declarou também interesse único no Executivo nas eleições de 2012. Além dos dois, nos bastidores da política o nome do ex-prefeito, Demétrius Arantes, vem sendo citado como um pré-candidato, que inclusive já costura aliados políticos. O presidente do PT Divinópolis, Luiz Carlos Teixeira (Luisinho), não definiu qual dos três será o indicado pelo Diretório Municipal para o pleito de 2012, mas confirmou realmente que os três nomes estão em análise.
O presidente declarou que um processo de discussão está em andamento para definir qual será o candidato do PT.  “O candidato do PT será um desses três, que você realmente citou: Beto, Demétrius ou Aristides. Isso a convenção do partido define, quem será o nosso candidato. Internamente estamos em um processo de discussão e de convencimento interno, mas o PT tem o instrumento da prévia para definir a candidatura”, declarou.
Prévias
Luisinho explica que as prévias são como uma pré-campanha. “É uma pré-campanha, uma disputa interna, onde os nomes são colocados e os filiados votam nos candidatos da sua preferência”, disse. Esse instrumento está previsto no estatuto do PT e é utilizado para definir as candidaturas, quando não há consenso dentro do Diretório. “Mas nós devemos ter consenso para lançar nossa candidatura”, salientou o presidente.
Preferência
Apesar de Luiz alegar que será buscado o consenso, a reportagem questionou se não havia algum “preferido” considerando o pronunciamento de lideranças petistas a exemplo de Nilmário Miranda, que em seu blog manifestou apoio declarado a Beto Cury. Em resposta, o presidente disse que existem realmente “várias pessoas posicionando” a exemplo do ex-presidente Lula.  “O Beto esteve junto ao ex-presidente Lula recentemente e o Lula ofereceu todo apoio pessoal como ex-presidente a candidatura. O Beto esteve nos dois mandados do ex-presidente, e na gestão Lula Divinópolis conseguiu uma universidade federal que era um sonho, as obras do PAC, mais de mil casas no PAC Habitação. Então é um dos candidatos nossos, certamente se houver uma convergência deverá ser o nosso candidato”, disse. Apesar da manifestação de apoio de lideranças petistas a Cury, Luiz destaca que não há exclusão de nenhum nome no PT Divinópolis e que qualquer filiado pode ser colocar como candidato.
Peso
O presidente destacou também a figura política de “peso” de Demétrius e disse que se o ex-prefeito confirmar internamente sua pré-candidatura no PT - que hoje se mantém nos bastidores - essa discussão será feita. “Se amanhã for colocada a candidatura do ex-prefeito Demétrius, que tem uma densidade enorme e uma penetração muito grande, a sociedade está até clamando, a gente não se furtará de fazer essa discussão”, declarou.
Candidatura
O presidente disse que essa discussão entre os nomes de Beto Cury e Demétrius será feita se realmente o ex-prefeito colocar sua candidatura. “Se ele realmente pleitear porque ele não colocou a campanha dele internamente no partido”, disse. Luiz destaca que Demétrius é uma figura de expressão na cidade. “Foi um dos melhores prefeitos que nós tivemos também a sociedade tem claro isso também, mas se ele se colocar como candidato talvez seja até consenso internamente no partido”, declarou.
Possibilidades
Apesar da não confirmação interna, Luiz cogita a necessidade de confirmação do nome de Demétrius para 2012. “Nós estamos trabalhando com as possibilidades postas efetivamente e efetivamente o nome do ex-prefeito é muito bem aceito, talvez o ex-prefeito Demétrius tenha que colocar o nome a disposição. Eu não sei, mas ele ainda não colocou o nome a disposição do partido para fazer essa disputa. É um nome que está posto, é nome lembrado pela sociedade, que tem uma densidade e aceitação enorme, mas ele tem que vir internamente e colocar a disposição do partido”, disse.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.