quinta-feira, 18 de Julho de 2013 06:06h Carla Mariela

Biometria: Em dois meses, menos da metade dos eleitores se recadastraram

O recadastramento biométrico iniciou no dia 15 de maio. A intenção do Tribunal Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG), por meio do desembargador Antônio Carlos Cruvinel e a equipe do cartório eleitoral de Divinópolis, é fazer com que o voto por meio da biomet

O recadastramento biométrico iniciou no dia 15 de maio. A intenção do Tribunal Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG), por meio do desembargador Antônio Carlos Cruvinel e a equipe do cartório eleitoral de Divinópolis, é fazer com que o voto por meio da biometria já ocorra nas próximas eleições. Halley Adriani, coordenador no cartório eleitoral, relatou como está o andamento deste processo.

Halley Adriani informou que, até o momento, já passaram pelo cartório 37.011 pessoas, que corresponde a 23,35%. Ele ainda explicou que faltam 76,60% o que corresponde aproximadamente 121.525 eleitores. Segundo o coordenador, em média passam pelo cartório 900 pessoas por dia.
Sobre o agendamento do cadastro que é feito pela internet, Halley Adriani, disse que para o mês de agosto o agendamento já está liberado.
Além de Divinópolis, tem mais três cidades de Minas Gerais que estão realizando este procedimento. Os municípios que também está contando com o sistema biométrico são: Brás Pires, Dores do Turvo e Senador Firmino. No caso de Divinópolis, o recadastramento será encerrado no dia 29 de novembro. Nos três demais municípios, os quais são pertencentes à zona eleitoral de Senador Firmino, o prazo terminará em 30 de agosto.
Caso os eleitores não comparecerem nos cartórios eleitorais para participar deste processo terá o título eleitoral cancelado. Em Senador Firmino, que tem 6.471 eleitores, mais de 60% do total de eleitores já foram cadastrados, enquanto Brás Pires e Dores do Turvo já cadastraram cerca de 53% dos seus cidadãos – 4.293 e 4.838 eleitores, respectivamente.
Para se cadastrar, o eleitor deve comparecer até a sede dos cartórios eleitorais da cidade. Caso preferir pode, entretanto, pré-agendar o cadastro no site do TRE/MG na internet, por meio do link: http://apps.tre-mg.jus.br/AgendaBiometria/publico/index.jsp.

Documentos necessários

Para fazer o recadastramento biométrico, o eleitor deverá apresentar: o documento de identificação (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteiras profissionais, certificado de quitação do serviço militar, certidão de nascimento ou casamento). Não serão aceitos a carteira de motorista e o novo passaporte, comprovante de endereço (conta de água, luz, telefone etc), preferencialmente em nome do eleitor, emitido entre 6 de março e 6 de dezembro de 2012 (no caso de Tapira, Senador Firmino, B. Pires e Dores do Turvo) ou entre 15 de maio de 2012 e 15 de fevereiro 2013 (no caso de Divinópolis). Além destes documentos o eleitor deve apresentar o título eleitoral e CPF (se possuírem), o comprovante de quitação com o serviço militar (para os eleitores do sexo masculino, maiores de 18 anos, que forem fazer o título pela primeira vez).

Meta

Conforme as informações do TRE/MG, em 2012 votaram por meio da identificação biométrica cerca de 270 mil eleitores mineiros. Com o recadastramento biométrico nos novos municípios, o TRE superará a meta prevista no seu planejamento estratégico de ter, em 2013/2014, 2,5% dos eleitores do Estado recadastrados biometricamente. Esse percentual equivaleria a cerca de 375 mil eleitores, mas computando o eleitorado dos 26 municípios abrangidos pelo projeto (incluindo as etapas anteriores), a previsão é de que cerca de 450 mil eleitores mineiros estejam recadastrados biometricamente até o final deste ano.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.