quinta-feira, 30 de Agosto de 2012 10:27h Gazeta do Oeste

Calheiros nega interesse pela presidência do Senado

 O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), negou mais uma vez que tenha interesse em disputar a sucessão de José Sarney (PMDB-AP) na presidência do Senado. Ele alega que há "um excesso de bons nomes" no partido para ocupar o cargo e que seria prematuro tratar do tema cinco meses antes da escolha do novo presidente. "Não sou candidato e não cogito (disputar) o cargo", afirmou. O quinto mandato de Sarney no comando do Senado termina no dia 1º de fevereiro.

 

O líder do PMDB entende que o único fato certo na disputa é que o cargo será ocupado por um representante do partido. Calheiros descarta a possibilidade de abrir mão da vaga para o PT em trocar da eleição de um peemedebista para a presidência da Câmara dos Deputados.

 

 

"Os partidos não contestam o direito do PMDB de indicar o presidente", assegurou. O senador lembra que, ao contrário do que ocorre na Câmara, onde os partidos podem se unir em bloco na disputa dos cargos da Mesa, os bloco no Senado somente são admitidos para a divisão dos cargos das comissões técnicas. Quanto a seu futuro político, ele admite que, embora seja cedo, pode se candidatar ao governo de Alagoas. "Há essa possibilidade mas isso é só em 2014", disse. 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.