sexta-feira, 8 de Novembro de 2013 05:12h Carla Mariela

Câmara abre concurso público para preenchimento de vagas

A Câmara municipal por meio do seu presidente, Rodyson Kristnamurti (PSDB), no uso de suas atribuições legais, e na forma prevista no artigo 37 da Constituição Federal, torna-se público aos interessados; que estarão abertas as inscrições para o concurso p

A câmara municipal por meio do seu presidente, Rodyson Kristnamurti (PSDB), no uso de suas atribuições legais, e na forma prevista no artigo 37 da Constituição Federal, torna-se público para interessados; que estarão abertas as inscrições para o concurso público da casa legislativa.
De acordo com informações do Diário Oficial, o concurso está destinado para cinco vagas. Os programas de provas objetivas encontram-se no anexo I deste edital que já está disponível no diário e consequentemente estará publicado no site da câmara. Ao se inscrever no concurso, o ideal é que o candidato observe atentamente as informações sobre como serão às aplicações de provas.

 


Entretanto, as vagas que estão em aberto são: uma vaga para administrador de rede com requisitos mínimos em curso superior na área de informática, uma vaga para contador com requisitos mínimos em curso superior em Ciências Contábeis e registros no Conselho de Classe, uma vaga para procurador legislativo com requisitos mínimos em curso superior em direito e registro no conselho de classe, uma vaga para técnico em informática com requisitos mínimos em ensino médio concluído e uma vaga para técnico do legislativo com requisitos mínimos em ensino médio concluído.
Conforme informações do diário oficial, as inscrições serão realizadas por meio da internet, entre as 9h do dia 08 de janeiro de 2014 até às 23h59 do dia 22 de janeiro de 2014, através do endereço eletrônico: www.klcconcursos.com.br.

 


Poderão participar do concurso, os candidatos com no mínimo 16 anos completos e o vencimento do pagamento para as inscrições, para ter sua validade, será até o dia 23 de janeiro de 2014.
O concurso será de forma escrita, objetiva e dissertativa. O candidato deverá comparecer no local designado, com antecedência de no mínimo trinta minutos, munido de caneta esferográfica preta ou azul.

 


Sobre os documentos que os candidatos devem apresentar: identidade, carteira de trabalho e previdência social, certificado militar, carteira nacional de habilitação, emitida de acordo com a lei de número 9.503/97 (com foto); passaporte se for o caso.
Entretanto, a prova escrita dissertativa, constará de uma redação, referente a um tema proposto e será avaliada por bancas de professores das áreas da Língua Portuguesa e Literatura prévia e especificamente preparadas para o processo.
No edital, o candidato encontrará também como vai ser a divulgação de gabarito, como ocorrerão os recursos, qual a forma de julgamento da prova escrita, dos critérios de desempate, do resultado final, como funcionará a contratação, dentre outros.

 

Da composição das provas e número de questões:

 


Para os cargos de administrador de rede, contador e procurador do legislativo, a prova escrita objetiva será composta por 40 questões, avaliadas na escala de zero a noventa pontos, sendo que cada questão valerá 2,25 pontos.
Para os cargos de técnico em informática e técnico legislativo, serão ao todo 40 questões, avaliadas na escala de zero a noventa pontos, sendo que cada questão valerá 2,25.
O texto avaliado pelo candidato será analisado pelos critérios: temáticos, organização textual e desempenho linguístico.

 

Projetos Inclusos

 


Foram incluídos dois projetos na reunião ordinária, ontem, na câmara de Divinópolis. As leis inclusas foram: EM 055/2013 que institui o programa cidadania fiscal e o CM 098/2013 que dispõe sobre critérios para operações de créditos municipais com intuito de fiscalizar o Poder Executivo. O EM 055/2013 e o projeto CM 098/2013 foram votados e aprovados com 15 votos favoráveis.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.