terça-feira, 21 de Junho de 2011 10:29h Flávia Brandão

Câmara Municipal remunera melhor os estagiários que a Prefeitura

Executivo afirma que a bolsa menor é para dar oportunidade para mais estudantes

Em Divinópolis é possível perceber que a política remuneratória em relação aos estagiários é bem diferente, quando se compara os poderes Executivo e o Legislativo. No último dia 13, o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) anunciou um aumento 33.33% no valor das bolsas dos estagiários, que agora recebem R$ 300 por 4h/dia e R$ 400 por 6h/dia. Mas esses valores estão ainda distantes do que recebem os estudantes da Câmara Municipal de Divinópolis, que de acordo com publicação do Diário Oficial dos Municípios Mineiros, de ontem (20), de R$ 510,00 passam a receber R$543,00, por cinco horas/diárias, o que equivale aproximadamente a um salário mínimo, que hoje é R$545,00.
O Secretário de Planejamento e Gestão da Prefeitura, Davi Maia, justifica as diferenças nos valores remuneratórios afirmando que o número de estagiários da Prefeitura - 267 estagiários somando todas as Secretarias - é bem maior que a Câmara Municipal, que hoje são apenas nove. Além disso, afirma que a foco da Prefeitura é privilegiar a formação, promovendo a inclusão social atingindo assim um número maior de estudantes, ou seja, oferece uma bolsa menor, mas em contrapartida tem mais vagas de estágio.


Já o presidente da Câmara Municipal, Pastor Paulo César (PRB) afirma que o reajuste na bolsa dos estagiários foi baseado em índice estipulado no próprio convênio, uma vez que esse ano o Legislativo ainda não havia reajustado.  Além disso, afirmou que a Câmara Municipal diferente da Prefeitura não tem espaço físico e nem o orçamento que permita a contratação de mais estagiários. Ressaltou ainda que o foco é mesmo no trabalho desempenhado na Casa,o qual deve atender as demandas do Poder Legislativo e não apenas pelo fato de dar oportunidade para a formação acadêmica dos estudantes.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.