sexta-feira, 26 de Outubro de 2012 03:52h Gazeta do Oeste

Candidatos a prefeito trocam acusações em Montes Claros

 Os candidatos que disputam o segundo turno da eleição para a Prefeitura de Montes Claros, Paulo Guedes (PT) e Ruy Muniz (PRB), discutiram suas propostas, ontem, com os líderes da Igreja Católica. Eles tiveram encontros a portas fechadas com o arcebispo metropolitano dom José Alberto Moura e cerca de 20 padres, no salão paroquial da Igreja Matriz de Nossa Senhora e São José.

O primeiro a falar foi Ruy Muniz, que ao sair, aproveitou para entrar na igreja matriz, onde se ajoelhou para um minuto de oração. Na saída, o candidato do PRB passou perto do adversário, mas ambos não se cumprimentaram, ilustrando o clima quente da reta final da campanha na cidade, com os candidatos trocando acusações nos debates.

Nessa quinta-feira pela manhã, Muniz recebeu o senador Clésio Andrade (PMDB) e o presidente estadual do PMDB, deputado federal Antonio Andrade, acompanhados do deputado federal Leonardo Quintão (PMDB) e do deputado estadual Carlos Henrique (PRB). Eles participaram de uma reunião no Mercado Sul, no Bairro Morrinhos e fizeram corpo a corpo em um conglomerado, no mesmo bairro.

Ruy Muniz comemorou o resultado da pesquisa MDA/Estado de Minas, divulgada ontem, que o coloca com 10,8 pontos de vantagem em relação a seu adversário. Segundo o levantamento, na simulação de votos válidos, o candidato do PRB tem 55,4% contra 44,6% do petista. “A pesquisa mostrou que o eleitor rejeitou os ataques e seguiu nossa campanha, que é propositiva”, afirmou Muniz, que, ontem à noite, participou de um encontro de lideranças no Automóvel Clube de Montes Claros.

Zona rural Paulo Guedes visitou a Central de Abastecimento do Norte de Minas (Ceanorte), onde cumprimentou produtores. A estratégia é tentar assegurar os votos da Zona rural, onde o petista teve bom desempenho no primeiro turno. O petista se disse confiante e refutou os resultados das últimas pesquisas, que o colocam em desvantagem. “Infelizmente, estamos enfrentando o movimento das forças conservadoras da cidade, mas continuamos o nosso trabalho para ganhar as eleições”, afirmou. Ele recebeu ontem a visita do ex-ministro-chefe da Secretaria de Direitos Humanos Nilmário Miranda, suplente de deputado federal, e à noite participou de um comício no Bairro Independência.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.