terça-feira, 15 de Março de 2016 09:32h Atualizado em 15 de Março de 2016 às 11:18h. Jotha Lee

Candidatura de Demetrius tem o apoio de Lula, Pimentel e Dilma Rousseff

Ex-prefeito mantém canais diretos com as lideranças petistas nacionais

As manifestações de domingo, que levaram multidões à rua em boa parte do país – em Divinópolis, PM e organizadores estimaram 3,5 mil manifestantes –, não tiraram o ânimo do PT para a disputa das eleições municipais. No domingo pela manhã, com a presença do deputado estadual Cristiano Silveira e do vereador Edimilson Andrade, cerca de 150 militantes do partido participaram do encontro regional ocorrido na sede do Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sintram), seguido de um ato em apoio à presidente Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula. Os discursos foram unânimes em afirmar que está em andamento uma tentativa de golpe no Brasil sob o comando do PSDB.

 

 


O presidente do Diretório Municipal do PT, Renato Delgado, voltou a criticar a condução coercitiva de Lula para prestar depoimento à Polícia Federal. Em entrevista ao Gazeta do Oeste, Delgado questionou os critérios utilizados para a condução de Lula. “Aécio Neves foi citado quatro vezes e não foi convocado. As mesmas empresas que doaram para o PT, também doaram para o PSDB. Por que só o tesoureiro do PT está preso? Por que só o marqueteiro do PT está preso?”, interrogou.

 

 


De acordo com Renato Delgado, a crise política não gerou nenhum reflexo negativo para o PT. “Houve aumento de filiações em Divinópolis, em Minas e no Brasil. Esse ano, em Divinópolis não houve nenhuma desfiliação”, garantiu. “Pelo contrário, estamos tendo uma grande procura para novas filiações, especialmente dos jovens”, assegurou.

 

 


ELEIÇÕES
O ex-prefeito Demetrius Pereira, pré-candidato oficial do PT à sucessão de Vladimir Azevedo (PSDB), não participou do encontro do partido no domingo, porém isso não modificou a posição petista em relação à sua pré-candidatura. Segundo Renato Delgado, o ex-presidente Lula vai percorrer o país para conversar com o povo sobre o momento político e Demetrius é o interlocutor do PT para negociar a inclusão de Divinópolis no roteiro. “Nós já entramos em contato com o ex-presidente Lula para que ele venha à Divinópolis debater com a sociedade. Inclusive, quem está fazendo essa articulação é o ex-prefeito Demetrius, que tem sido um grande parceiro nosso, está acompanhando atentamente os últimos acontecimentos e tem nos ajudado nas articulações junto à direção nacional do partido”, afirmou.

 

 


O presidente do Diretório Municipal do PT garantiu ainda que além do apoio de Lula, a candidatura de Demetrius a prefeito também tem aprovação do governador Fernando Pimentel. “Demetrius tem sido uma figura importante junto ao governo do Estado. Tem se encontrado com o primeiro escalão do governador constantemente, toda semana ele se encontra com o governo, participa das discussões e das decisões. Demetrius já está se movimentando, tem total apoio do partido e tem carta branca para discutir as alianças”, ponderou.

 

 


Segundo Renato Delgado, Demetrius Pereira já está atuando junto ao governo do Estado e do ex-presidente Lula. “Demetrius vem construindo uma agenda junto ao governo do Estado, tem construído uma agenda junto com o ex-presidente Lula, inclusive os dois se encontraram recentemente em São Paulo. Está também conversando permanentemente com as lideranças do PT em Minas e com o próprio governador Fernando Pimentel, com o secretário de governo e com deputados petistas. Ele tem 100% do apoio do partido”, afiançou.

 

 


Para o presidente do Diretório Municipal, o PT tem todas as condições favoráveis para vencer as eleições municipais. Segundo Renato Delgado, o desafio do partido não é vencer as dificuldades do momento político. “Na verdade o nosso grande desafio é apresentar um projeto que encante as pessoas. O fato de termos o apoio do governo federal e do governo estadual vai nos ajudar muito na campanha, mas é preciso que o partido converse com os movimentos sociais, com os conselhos municipais e com os movimentos populares. E vamos conversar. Vamos na linha do governador Fernando Pimentel: dialogar para governar”, finalizou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.