sexta-feira, 4 de Janeiro de 2013 09:45h Paulo Reis

CISVI elege novo corpo diretor tendo Vladimir Azevedo como presidente

Solenidade reuniu os prefeitos das cidades consorciadas que escolheu o prefeito de Divinópolis o novo presidente do órgão

Prefeitos das oito cidades participantes do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Vale do Itapecerica se reuniram ontem (03) para elegerem a nova composição da diretoria do órgão que existe desde abril de 1995 e oferece tratamento gratuito de saúde para as pessoas que pertencem a estas cidades.
Antes de apresentar a nova composição os prefeitos se reuniram numa ante sala para discutirem assuntos relevantes e de interesse da CISVI, bem como terem conhecimento da atual situação do órgão financeira e institucional.
Após alguns minutos eles se dirigiram ao salão de eventos da CISVI e anunciaram a nova composição que tem como presidente o prefeito de Divinópolis, Vladimir de Faria Azevedo, vice-presidente o prefeito de Pedra do Indaiá (Cláudio Coelho), Diretor Administrativo, o prefeito de Carmo do Cajuru (José Clarete), Conselheiros fiscais os prefeitos de Cláudio (Zezinho do Zé do Juquinha), São Gonçalo do Pará (Toninho André), Conceição do Pará (Procópio Celso) e a Assessoria Técnica Administrativa composta pelos Secretários de Saúde de Carmo do Cajuru, São Sebastião do Oeste e Divinópolis.
Atualmente a CISVI é composta pela integração de oito municípios de Divinópolis, Carmo do Cajuru, Cláudio, Conceição do Pará, Perdigão, São Gonçalo do Pará, São Sebastião do Oeste e Pedra do Indaiá.
Adalberto Rodrigues, ex-prefeito de Cláudio deixa a presidência do órgão com a sensação de dever cumprido como ele mesmo afirma. È um trabalho de muita dedicação que tem muito valor já que trata de um dos fatores sociais mais importantes: a saúde. Segundo ele a CISVI é um consórcio muito bem estabilizado com recursos que garantem segurança para se trabalhar. “Está tudo caminhando da melhor maneira possível, o que deve ser feito agora pela nova presidência é dar prosseguimento a todo este trabalho e melhorar cada vez mais a estrutura do órgão”.
O ex-prefeito de Cláudio ressalta que tanto é o sucesso das atividades do órgão que já existem outras cidades do Centro-Oeste como é o caso de Itapecerica demonstrando interesse em aumentar a lista de cidades pertencentes ao consórcio.
Vladimir Azevedo, prefeito reeleito de Divinópolis e presidente empossado da CISVI para o mandato de 2013 disse que recebe este cargo com muita satisfação, mesmo já tendo passado por ele em outro ano. “Este é um período de renovação, de novo ciclo que impõe uma motivação nova, para seja cumprido novos desafios e se Deus quiser fazer melhor”, enfatiza.
De acordo com ele o trabalho com os atuais prefeitos será de muito crescimento, já que com os anteriores a experiência foi de grande expressividade. A união dos municípios consorciados é a base para o excelente funcionamento da CISVI, sem isso nada é possível.
O novo presidente da CISVI aponta que este é um dos consórcios mais bem estruturados tanto em termos financeiros, quanto jurídicos e contábeis de Minas Gerais o que representa um orgulho e ao mesmo tempo responsabilidade para que tudo sempre continue desta forma.
Atualmente o CISVI conta com o atendimento de 12 médicos e oferece os seguintes serviços de saúde - (dentre próprios e contratados) - calculados sob uma média de 20 dias úteis: 400 eletrocardiogramas, 160 eletroencefalogramas, 144 endoscopias digestivas, 228 mamografias, 280 ultrassonografias, 80 consultas de neurologia infantil, 100 consultas de neurologia adulta, 125 consultas oftalmológicas, 100 consultas dermatológicas, 100 consultas de angiologia, 100 consultas de cardiologia, 50 ecodopplercardiograma, 60 ultrassons endovaginal, 100 ultrassons de mama, o que perfaz um total de 1987 procedimentos.
O consorcio oferece hoje uma média de 2500 serviços de saúde para a população dos oito municípios integrantes da CISVI. Todo o tratamento é feito de forma gratuita embasado nas normas do SUS, inclusive o transporte dos pacientes como ressalta Roberto Amaral Maia, Secretario Executivo do órgão.
Segundo ele o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Vale do Itapecerica fechou o ano de 2012 com uma receita positiva, ou seja, todas as obrigações fiscais foram pagas. A conta do Consórcio que é mantida pelas contribuições das cidades consorciadas foi contabilizada em 31 de dezembro de 2012 em mais de R$ 340 Mil. O atual corpo da presidência terá uma instituição estabilizada financeiramente e organizacionalmente, finaliza o secretario.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.