sábado, 15 de Fevereiro de 2014 03:45h Simião Castro

Comad chama representantes da sociedade civil para participar de eleição

Conselho Municipal Sobre Drogas vai se reunir na próxima semana para escolher novos conselheiros.

No próximo dia 18, terça, será feita a escolha da nova composição de conselheiros do Conselho Municipal Sobre Drogas (Comad). Das 22 vagas, 11 são para representantes da sociedade civil organizada.
Os interessados em participar, de acordo com as regras do edital, devem comparecer à sede do conselho a partir das oito da manhã. A distribuição das vagas foi feita conforme o grupo anterior de conselheiros, diz o presidente do órgão, Francisco Gonçalves de Araújo.
De acordo com a divisão feita, seis vagas vão para entidades de recuperação de dependentes, das quais três vão para comunidades terapêuticas – cadastradas no Comad –, uma para grupos de autoajuda e duas para clínicas de tratamento. Duas vagas vão para profissionais de áreas de saúde correlatas ao tema do conselho, uma vaga para estudantes universitários – indicados pelos respectivos Diretórios Acadêmicos. E duas vagas para representantes de clubes de serviços, tais como Maçonaria e Lions, por exemplo.
“A eleição vai ser super simples, a mesa diretora vai estar coordenando os trabalhos, e escolhidos esses representantes da sociedade civil a gente já vai começar a deliberar referente assuntos do município”, diz Francisco. Que ressalta o trabalho direto do conselho com a Secretaria Municipal Adjunta Antidrogas e de Direitos Humanos, e a contribuição que o órgão tem prestado à administração pública na cidade.
Secretaria, inclusive, que nasceu por discussões feitas no âmbito do conselho. “E a secretaria, hoje, acho que o município não consegue viver sem ela mais”, diz Francisco. Segundo ele, Divinópolis é das poucas cidades no país que possui uma pasta para tratar exclusivamente desse assunto.
Ele acrescenta ainda o caráter consultivo, deliberativo e fiscalizador do conselho. “Se alguma coisa dentro do governo não estiver de acordo, a gente tem a capacidade também de, em um primeiro momento estar alertando ao representante do executivo e, em um segundo momento, fazendo até uma denúncia”
Francisco afirma que as principais novidades e sugestões mais criativas e coerentes para o tema do combate às drogas vêm justamente da representação popular presente no conselho. Há pelo menos seis anos o órgão funciona ininterruptamente.
Quem quiser consultar o edital ou tirar dúvidas pode procurar o Comad na avenida Getúlio Vargas, número 268, no Centro. Ou pelo telefone 3221-9922.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.