terça-feira, 12 de Junho de 2012 16:06h Atualizado em 13 de Junho de 2012 às 10:38h. Gazeta do Oeste

Comissão de Ética pede mais explicações de Pimentel

A Comissão de Ética Pública da Presidência adiou mais uma vez a decisão sobre o pedido de investigação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, por prestação de consultorias em 2009/2010.

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República adiou mais uma vez, a decisão sobre o pedido de investigação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel (PT), por prestação de consultorias em 2009 e 2010. É a terceira vez que a comissão decide pedir mais esclarecimentos sobre o caso.

 


O relator do caso, conselheiro Fábio Coutinho, recomendou a aplicação da pena de advertência ao ministro e foi seguido por outro conselheiro no voto. A maioria do colegiado, no entanto, decidiu aprofundar as investigações e converter o processo em diligência, segundo o presidente da comissão, Sepúlveda Pertence.

 

“Vamos pedir documentação em relação àqueles contratos de consultoria. Ele [Fernando Pimentel] apresentou as explicações e parece-nos que há pontos que merecem ser melhor esclarecidos. Queremos saber exatamente, documentadamente, o encerramento das relações contratuais de consultoria”.

 

Pertence disse que a comissão vai pedir documentos à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), uma das clientes das consultorias prestadas por Pimentel entre sua saída da prefeitura de Belo Horizonte e o começo de sua gestão no governo Dilma Rousseff (PT).

 

“Como qualquer tribunal, enquanto não se sente esclarecido, o dever é converter em diligência para votar. Vamos solicitar esclarecimentos e voltar o processo à mesa para votação”, acrescentou Pertence.

 

Pimentel também é alvo de um novo procedimento preliminar aberto hoje pela comissão para investigar a conduta do ministro no uso de um avião fretado pelo empresário João Dória Júnior, para participar de encontro empresarial na Itália. A comissão vai pedir esclarecimentos ao ministro sobre o episódio. O relator do caso será o conselheiro Américo Lacombe.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.