terça-feira, 30 de Dezembro de 2014 04:55h Atualizado em 30 de Dezembro de 2014 às 04:58h. Jotha Lee

Conselho de Trânsito recomenda aumento superior a 16% na tarifa do transporte coletivo

Novo valor deve entrar em vigor no dia 4 de janeiro

O Conselho Municipal de Trânsito (Comutran) terminou a análise da planilha de custos apresentada pelo consórcio Transoeste, dono da concessão do transporte coletivo urbano de Divinópolis. Os conselheiros já remeteram a planilha ao prefeito, com o aconselhamento de um aumento de 16,53%, o que elevaria o valor da tarifa dos atuais R$ 2,60 para R$ 3,03.
Entretanto, nenhum prefeito até hoje seguiu a recomendação do Comutran e os reajustes são dados abaixo do recomendado. Uma fonte da Secretaria de Trânsito e Transportes (Settrans) informou à Gazeta do Oeste que o valor a ser decretado pelo prefeito deverá ser de R$ 2,80.
A se confirmar a elevação da tarifa para R$ 2,80, ainda será um reajuste bastante significativo, atingindo 7,69%. Esse índice ficará bem acima da inflação oficial, pois, segundo as últimas estimativas, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deve fechar abaixo de 6%. O INPC – índice oficial do governo medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – de dezembro ainda não foi divulgado e o acumulado no ano, segundo o Instituto, está em 5,57%.
A decisão do conselho provocou reação da Frente de Luta pelo Transporte Público de Qualidade de Divinópolis. Membros da Frente compareceram à reunião do Comutran que definiu o aconselhamento de R$ 3,03, mas foram impedidos de se manifestar. “Solicitamos, por meio do Advogado da Frente, dois minutos para expormos inconformidades técnicas encontradas nas Planilhas de 2013 e 2014, no sentido de subsidiar a discussão dos Conselheiros. Nosso objetivo era assegurar que a Planilha apresentada para 2015, não fosse encaminhada ao prefeito com tais inconformidades. Além de não ouvir o corpo técnico da Frente, fomos ameaçados de ser expulsos da reunião”, contou Lúbio Guimarães, um dos integrantes da Frente.

 

 

TRANSOESTE
O diretor do Consórcio Transoeste, Felipe Carvalho, diz que as empresas do transporte coletivo fizeram grandes investimentos em 2014. Além da acessibilidade 100%, ele diz que 50% da frota de ônibus foram renovados. “Hoje 70% da frota está circulando com ônibus de grande porte, que são os veículos com três portas e isso melhorou muito o conforto dos passageiros”, afirmou.
O transporte coletivo é hoje um dos grandes empregadores de Divinópolis, com cerca de mil vagas de emprego com carteira assinada. Esse é um dos grandes custos das empresas, conforme relata Felipe Carvalho. “Um conjunto de fatores pesa no orçamento das empresas. Além dos trabalhadores, ainda há a manutenção da frota, óleo diesel e depois vêm as peças de reposição, além dos pneus que representam um custo elevado”, garantiu.
As empresas aguardam que o aumento seja liberado a partir do próximo dia 4 de janeiro. “De acordo com o contrato de concessão, o reajuste deve ser dado a cada 12 meses e o último foi concedido no dia 4 de janeiro do ano passado. Estamos aguardando que o decreto seja publicado nos próximos dias para vigorar a partir de 4 de janeiro de 2015”, disse Felipe Carvalho. O último reajuste concedido foi de 6,12% e elevou o valor da tarifa de R$ 2,45 para os atuais RE$ 2,60.
De acordo com dados da Prefeitura, 2,2 milhões de passageiros utilizam mensalmente o transporte coletivo urbano de Divinópolis. Atualmente a frota é composta por 160 ônibus.

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.