sábado, 12 de Dezembro de 2015 03:38h Atualizado em 12 de Dezembro de 2015 às 03:43h. Jotha Lee

Consumo de gasolina dos vereadores ultrapassa a 18 mil litros em 10 meses

Presidente da Câmara promove segundo corte no volume liberado para abastecimento

Um levantamento exclusivo realizado pela reportagem do Jornal Gazeta do Oeste no Portal Transparência da Câmara Municipal de Divinópolis constatou que os 17 vereadores divinopolitanos consumiram no período de janeiro a outubro desse ano, 18.331 litros de gasolina. O campeão da gastança foi o vereador Nilmar Eustáquio (PP), que consumiu 2.210 litros nos primeiros 10 meses do ano, média mensal de 221 litros, combustível suficiente para rodar cerca de 2.650 quilômetros mensalmente. Em segundo lugar aparece Hilton de Aguiar (PMDB), que consumiu 2.156,2 litros, média mensal de 216 litros. O campeão em economia foi o vice-presidente da Câmara, Oriosmar Pinheiro, o Careca da Água Mineral (PROS).
Até julho do ano passado, o volume de consumo de gasolina era liberado aos vereadores. Cada um abastecia à vontade e, ao final do mês, bastava apresentar um recibo comum como prestação de contas. Com a crise financeira que atingiu o município, a Câmara não deixou de ser afetada e o presidente da Casa, Rodrigo Vasconcelos de Almeida Kaboja (PSL) se viu obrigado a frear a gastança. Em julho do ano passado, Kaboja baixou portaria limitando para 250 litros o limite máximo de gasolina que poderia ser utilizado por cada um dos vereadores. Conforme justificativa da época, um dos objetivos da economia proposta com a limitação do volume, era entregar as contas da Casa em dia, e para isso, o Legislativo se viu obrigado a adotar algumas medidas de contenção de gastos.
De julho do ano passado até outubro, a situação financeira da Câmara se agravou, embora o assunto não seja tratado abertamente pela presidência. A falta de dinheiro na Casa chegou a virar piada em pronunciamentos dos vereadores no plenário e o vereador Edimar Máximo (PHS) chegou a sugerir que talvez fosse preciso fazer uma “vaquinha” entre os vereadores para adquirir alguns produtos que estavam em falta na Casa.

 

MAIS REDUÇÃO
Diante do quadro financeiro que só vem piorando nos últimos meses, o presidente da Câmara se viu obrigado a buscar novas fontes de economia. Na edição de ontem do Diário Oficial dos Municípios, foi publicada portaria assinada por Rodrigo Kaboja, na qual ele faz a segunda redução no limite de consumo de gasolina pelos vereadores. Conforme a portaria, a partir desse mês, cada vereador poderá abastecer no máximo até 172 litros de combustível.
Esse segundo corte promovido no consumo de gasolina para os carros alugados pela Câmara e utilizados pelos 17 vereadores, estabelecendo limite máximo para abastecimento, apenas disciplina uma prática que até então dava ao vereador a possibilidade de abastecer sem nenhum critério. Além desse novo corte, outras medidas que disciplinam o uso dos automóveis alugados para servir aos vereadores, já estão em prática, como a identificação, horários de uso dos veículos e responsabilidades sobre as eventuais multas por infração de trânsito.
Outra regra também em vigor determina que o servidor ou Vereador que utilizar os veículos da Câmara fica obrigado a apresentar relatório mensal de uso diário do veículo, até o quinto dia útil do mês subsequente à Divisão de Transportes, sob pena de, a partir do sexto dia, ficar suspenso o abastecimento de combustível do veículo, até que se regularize a entrega do relatório.

Veja o consumo de gasolina de cada vereador de janeiro a outubro

VEREADOR PARTIDO LITROS
1º Nilmar Eustáquio PP 2.210,3
2º Hilton de Aguiar PMDB 2.156,2
3º Edimar Máximo PHS 2.097,2
4º Edimar Félix PROS 1.857,7
5º Adilson Quadros PSDB 1.580,6
6º Raimundo Nonato PDT 1.496,3
7º Edimar Rodrigues PSD 1.432
8º Marquinhos Clementino PROS 1.392,9
9º Edimilson Andrade PT 1.312,5
10º Marcos Vinícius Alves da Silva PSC 1.267,9
11º Adair Otaviano PMDB 1.074
12º Rodrigo Kaboja PSL 966,4
13º Rodyson Kristinamurt PSDB 809,1
14º José Wilson Piriquito SD 773,6
15º Delano Santiago PRTB 558,6
16º Anderson Saleme PR 536,4
17º Careca da Água Mineral PROS 526,4
Fonte: Portal Transparência
** O consumo do vereador Raimundo Nonato corresponde a apenas oito meses, já que ele assumiu o cargo em março com a vaga deixada por Eduardo Print Júnior, que assumiu a Secretaria de Esportes.
** O consumo de Rodrigo Kaboja corresponde somente ao carro alugado para o seu gabinete como vereador. O veículo é utilizado somente por seus assessores. Kaboja tem um carro com motorista no gabinete da presidência, que não aparece discriminado no Portal Transparência.

 

Créditos: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.