quarta-feira, 14 de Janeiro de 2015 10:01h Atualizado em 14 de Janeiro de 2015 às 10:17h. Lorena Silva

Controlador geral assume cargo na Secretaria de Administração, Orçamento e Informação

Prefeito não deve realizar mudanças em equipe de governo de imediato, conforme havia dito em novembro

O cargo de secretário de Administração, Orçamento e Informação da Prefeitura de Divinópolis foi assumido interinamente pelo controlador geral do município, Agilson Emerson da Silva, após a saída do advogado e ex-vereador, Gilberto Machado (PSDB). Tanto o decreto de nomeação de Agilson quanto o de exoneração de Gilberto foram assinados pelo prefeito, Vladimir Azevedo (PSDB), e publicados na edição do Diário Oficial dos Municípios Mineiros da última segunda-feira.
No último dia 9, a Diretoria de Comunicação da Prefeitura havia informado que o cargo seria ocupado pelos secretários de Fazenda, Antônio Castelo, e de Governo, Honor Caldas de Faria, conforme noticiou a Gazeta do Oeste no dia 10. Na ocasião, a diretoria explicou que o revezamento entre os dois secretários se daria em razão do período de férias de Antônio Castelo – a partir do mês que vem – e em nenhum momento cogitou que Agilson poderia assumir o cargo.

 

EXONERAÇÃO
Beto Machado já havia ameaçado deixar o governo em agosto do ano passado, quando utilizou uma mensagem de texto para informar que apresentaria seu pedido de exoneração ao prefeito. Voltando atrás na decisão, em novembro o ex-secretário efetivou seu pedido de demissão, alegando que estaria com problemas pessoais e profissionais.
Deixando efetivamente o cargo de secretário municipal na última semana, Beto se pronunciou sobre a saída. “Deixei na última segunda-feira [da semana passada] uma página virada, após quase dois anos na Prefeitura Municipal à frente da Controladoria Geral e posteriormente na Secretaria de Administração, Orçamento e Informação. Sinto-me com a alma lavada, pois tive a chance de provocar mudanças e avanços nos respectivos cargos”, afirmou em matéria da Gazeta.

 

MUDANÇA DE EQUIPE
Em uma reunião com a imprensa em novembro do ano passado, Vladimir havia anunciado que faria mudanças em sua equipe de governo. Evitando falar em reforma administrativa, o prefeito preferiu tratar a questão como reajustes administrativos. “A modificação vai acontecer, mas eu não chamaria essa mudança de reforma de secretariado. Mudanças acontecerão, mas de uma maneira natural e sem provocar rupturas. Eu não vou ser um serial killer que vai sair derrubando todo mundo, mas ajustes com certeza para esse novo ciclo vão ocorrer”, garantiu na época.
No entanto, mesmo após dois meses do anúncio do prefeito, nenhuma grande mudança em sua equipe foi realizada. Na tarde de ontem, a Prefeitura se pronunciou sobre o assunto, esclarecendo que na ocasião em que houve a reunião com a imprensa a questão da troca de equipe de governo foi citada apenas como uma possibilidade futura e que “não é algo definido e que vá ocorrer de imediato.”
 

Crédito: Arquivo GO

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.